03/07/2019 às 17h01min - Atualizada em 03/07/2019 às 17h01min

Curso de Zootecnia do Univar auxilia na elaboração de projetos de piscicultura na região de Barra do Garças

A contribuição do curso foi elogiada pelo secretário de pesca, Paulo Henrique, durante 2º Fórum Intermunicipal de Piscicultura, que foi realizado no final de junho, no auditório do Univar.

Assessoria / Univar
ARAGUAIA NOTÍCIA
Coordenadora do curso de Zootecnia do Univar, Reíssa Alves Vilela


O Centro Universitário Univar, mais uma vez deu a sua contribuição, sediando o segundo Fórum Intermunicipal da Piscicultura, no final do mês de junho. Evento promovido pela Secretaria de Pesca da prefeitura de Barra do Garças. Diversos empresários e órgãos de fomento ao crédito rural compareceram no evento, durante todo o dia estão sendo oferecidas palestras e instruções sobre os processos que envolvem a produção, preparo, armazenamento, transporte e comercialização de peixe.

Segundo Paulo Henrique Borges, secretário de Pesca e Aquicultura de Barra do Garças, “o primeiro passo é qualificar os produtores levando conhecimento e capacitação para que eles possam desenvolver na sua propriedade”. Borges ainda salientou a importância das parcerias com o curso de Zootecnia do UNIVAR, o SEBRAE, a EMPAER de Mato Grosso e os assentados (as). “Nós temos um termo de parceria com o curso de Zootecnia. Ele juntamente com os nossos outros parceiros, nos auxilia na elaboração de projetos para que possamos socializar as questões para os demais produtores”.

A coordenadora do curso de Zootecnia Reíssa Alves Vilela foi uma das representantes do Univar na mesa de abertura do 2º Fórum Intermunicipal. De acordo com Reíssa, essas parcerias com a Secretaria de Pesca e Aquicultura têm sido muito positivas porque “possibilitam aos assentados que tem pouca disponibilidade de água, a também estarem produzindo peixe. ”

O curso de Zootecnia do Centro Universitário atua no assentamento Serra Verde a algum tempo. Essa união tem rendido bons frutos uma vez que, os alunos atuam diretamente nas propriedades através da Empresa Júnior ajudando os assentados a se desenvolverem em harmonia com o meio ambiente. Ainda segundo a coordenadora, o curso pretende firmar mais parcerias com outros assentamentos.
Notícias Relacionadas »
Comentários »