02/07/2019 às 16h37min - Atualizada em 02/07/2019 às 16h37min

Exame descarta dengue como causa da morte de universitário de Barra do Garças que estudava medicina no Paraguai

Ponta Porã Informa
ARAGUAIA NOTÍCIA
Carlos Fernando Resende Carmo, de 23 anos, posa para foto (Foto: Facebook/Reprodução)


A SES (Secretaria de Estado de Saúde) descartou a dengue hemorrágica como causa da morte de Carlos Fernando Resende Carmo, de 23 anos, que cursava o 5º ano de Medicina em Pedro Juan Caballero. Ele morreu em hospital de Ponta Porã na terça-feira (25).

Segundo a SES, exame laboratorial deu negativo para dengue e como a secretaria só tinha a amostra de sangue, a causa da morte continuará um mistério. Não foi possível fazer exame necroscópico.

A família de Carlos Fernando é de Barra do Garças, no Mato Grosso.

Conforme apurou o site Capitan Bado, o acadêmico passou mal na pela manhã e procurou o hospital febre e manchas pelo corpo, por isso a suspeita de dengue. O jovem precisou ser entubado e horas depois, por volta do meio-dia, morreu.

Até o dia 26 de junho, última vez que a SES divulgou o boletim epidemiológico, 43.268 casos de dengue haviam sido notificados em Mato Grosso do Sul. Em Ponta Porã, eram 2.198 notificações.

A doença mantou 24 pessoas neste ano, um dos óbitos foi registrado na cidade vizinha a Pedro Juan.
Notícias Relacionadas »
Comentários »