31/05/2019 às 07h28min - Atualizada em 31/05/2019 às 07h28min

Encontro discute abuso sexual infanto-juvenil e peça teatral chama à atenção da sociedade em Barra do Garças

Secom - BG
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Secretaria de Assistência Social em conjunto com o Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Conselho Tutelar e Centro Universitário do Vale do Araguaia (UNIVAR) e Grupo de Teatro Face Oculta, com o apoio do Ministério Público Estadual (MPE), promoveram nesta quinta-feira (29), o 1º Encontro Contra a Violência e Exploração Sexual Infanto-Juvenil da Região do Vale do Araguaia.

O evento teve como objetivo reunir autoridades ligadas à questão para discutir políticas públicas de combate violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes, e chamar à atenção da sociedade para o engajamento nesta luta. Além da ampla discussão, uma peça teatral, encenada pelo Grupo de Teatro Face Oculta, mostra uma ‘realidade’ que precisa ser combatida diariamente.

Segundo a secretária de Assistência Social, Ida Madalena, durante este mês de maio, mês de combate à violência e a exploração sexual de crianças e adolescentes, várias atividades foram desenvolvidas em Barra do Garças pelos órgãos parceiros com a finalidade de despertar o interesse da população pela causa. “Realizamos uma caminhada, a encenação da peças e blitz setorizadas em pontos estratégicos da cidade em busca desse apoio”, observou.

Grupo de teatro

Durante as atividades alusivas ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, comemorado no dia 18 de maio, a Secretaria de Assistência Social passou a contar com o apoio do Grupo de Teatro Face Oculta, idealizado pelo coordenador do CRAS Santo Antônio, Irineu Júnior.

O grupo, de forma sucinta, mostra uma realidade que a sociedade insiste em desprezar, mas por meio dessa peça os atores abordam o tema e convocam a todos a reflexão e, principalmente, a tomada de atitude que possa reverter esse quadro em Barra do Garças, em Mato Grosso e no país.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%