30/05/2019 às 07h56min - Atualizada em 30/05/2019 às 07h56min

Funcionária cai no golpe do WhatsApp em Barra do Garças e empresa tem prejuízo de 32 mil

Ronaldo Couto
ARAGUAIA NOTÍCIA


A polícia está preocupada com a onda de golpes pelo WhatsApp em Barra do Garças, no leste de Mato Grosso. No início do mês, um empresário que trabalha com ramo de automóveis caiu no golpe, mas conseguiu em tempo bloquear o valor de 4.200 que seriam depositados na conta de um golpista.

O golpista mandou mensagem usando um perfil falso inclusive com a foto de um amigo do empresário pedindo dinheiro emprestado e o empresário acabou depositando a quantia solicitada. Só que ele desconfiou em tempo e conseguir evitar o prejuízo.

A mesma sorte não teve a proprietária de uma loja de convenia num posto de combustíveis no centro de Barra do Garças. A vítima R.F.Z compareceu na delegacia informando que é proprietária de um correspondente bancário da Caixa Econômica.

E que no dia de ontem por volta das 10:00 mandaram uma mensagem de WhatsApp pra funcionária dela com número 065, porém com a foto da empresária.

Na mensagem, o golpista se passava pela empresária e informou a funcionária de que um homem chamado Daniel funcionário da Caixa Econômica iria ligar para ela e solicitar que fizesse algumas atualizações no sistema e que empregada podia fazer tudo que ele solicitasse

Foram feitas transferências para diversas contas no totalizando um prejuízo foi de R$ 32.586,69. São contas supostamente de laranjas que estão ajudando no golpe em cidades de Goiás, Tocantins e do Distrito Federal. A polícia está tentando bloquear esses repasses e identificar os envolvidos.

A PM está alertando para as pessoas não efetuarem depósitos se antes falar com a pessoa que pediu o depósito é uma maneira de se proteger dos golpes do WhatsApp. Em parceria com o comércio, a PM elaborou uma cartilha alertando as pessoas de como se proteger dos golpes e também de crimes na zona rural.



Acompanhe as dicas da polícia

Como se prevenir dos golpes do WhatsApp 

1 - Desconfie de mensagens que possuam erros ortográficos ou gramaticais e que peçam que você toque em um determinado link para obter alguma vantagem;

2 - Evite responder mensagens que peçam que você encaminhe informações pessoais como: número de cartão de crédito, conta bancária, data de aniversário, senha etc;

3 - Criminosos estão invadindo contas do WhatsApp e clonando o seu perfil, ou usando de outros números, porém, com foto de uma pessoa conhecida (da família, da empresa), solicitando que seja feito depósitos e transferências com urgência.

4 - Links sugeridos (e encurtados) são perigosos, podem levar a sites falsos e formulários maliciosos;

5 - Cheque a informação: Atenção com ofertas "milagrosas", sempre confira se é verdade nos sites oficiais das lojas ou empresas.


Como se proteger na Zona Rural 


> Vistorie periodicamente a sua propriedade, verificando cercas, animais e possíveis sinais que indiquem a presença de estranhos;

> Dispositivos eletrônicos de segurança como alarmes e portões eletrônicos e sistemas de comunicações como telefone e rádio, são bons inibidores de criminosos;

> Coloque cadeados nas porteiras e portões de acesso. Transporte cargas de preferência, durante o dia, evitando paradas na estrada ou rodovia;

> Evite deixar visíveis máquinas, implementos agrícolas, ferramentas ou quaisquer objetos de sua propriedade, procurando mantê-los trancados em locais seguros;

> Forme uma rede de comunicação com seus vizinhos, através do whatsapp poderão observarem e alertarem qualquer situação suspeita;

> Não deixar a propriedade sozinha, quando precisar ausentar-se. Sempre deixe alguém de caseiro ou comunique a um vizinho;

> Em caso de assalto, não reaja. Mantenha um celular escondido na propriedade, 
para emergência;

>  Evitar carregar dinheiro para pagamento de funcionários;

Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%