24/05/2019 às 18h09min - Atualizada em 24/05/2019 às 18h09min

Quadrilha causou prejuízo de mais de R$ 1 milhão em Barra do Garças furtando caminhonetes de luxo

Um integrantes do grupo já furtou mais de 100 caminhonetes

Assessoria / PJC MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


A quadrilha que começou a ser desarticulada pela polícia de Barra do Garças furto no mínimo seis caminhonetes Toyota Hilux e SW4, ocorridos na cidade entre os meses de janeiro a abril deste ano, trazendo um prejuízo financeiro que ultrapassa R$ 1 milhão.

Duas ordens judiciais, sendo um mandado de prisão e um de busca e apreensão, foram cumpridos em uma operação integrada deflagrada pela Polícia Civil de Barra do Garças (512 km de Cuiabá) com apoio da Polícia Civil de Goiás. A ação realizada na cidade de Goiânia (GO) tem como alvo uma quadrilha especializada em furtos de veículos de luxo em Mato Grosso.

Segundo as investigações, os suspeitos (cujas identificações não foram reveladas para não prejudicar o andamento do serviço) fazem parte de um grupo criminoso especializado em furto e desmanche de veículos, que não utilizavam armas ou ameaças para cometer os crimes.

Um dos identificados já havia sido preso, em 2017, na operação 7º Mandamento, deflagrada pela Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos de Goiás, que apurou o furto de mais de 100 caminhonetes de luxo na região metropolitana de Goiânia.

Segundo o delegado, Wilyney Santana Borges, que preside as investigações, a quadrilha agia na região de Barra do Garças há pelo menos 4 meses e vinha sendo monitorada pelos órgãos de Segurança durante a força tarefa montada.

“O grupo criminoso age de modo diferente da maioria das quadrilhas, pois quando se fala de crimes de subtração de veículos já se imagina roubos a mão armada, contudo, este grupo tinha uma técnica muito peculiar para furtar as caminhonetes, sempre da marca Toyota, sem que fosse necessário utilizar as chaves codificadas”, disse o delegado, por meio da assessoria.

De acordo com a apuração da Polícia Civil, os furtos ocorridos em Barra do Garças foram os primeiros crimes praticados com este modo de agir no Estado. A quadrilha ainda pode estar envolvida no furto de outras 6 caminhonetes da mesma marca ocorridos nas cidades de Primavera do Leste e Campo Verde. Após furtar os veículos, o grupo fazia o desmanche e em seguida, as peças eram revendidas em lojas de Goiânia.

As investigações continuam para identificar e prender outros integrantes da quadrilha.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.9%
17.6%
76.5%