21/05/2019 às 16h57min - Atualizada em 21/05/2019 às 16h57min

Protestos em favor de Bolsonaro vão acontecer em Barra do Garças domingo (26/5) a partir das 9 horas da manhã

Em quatorze cidades de Mato Grosso já tem programação definida para essa manifestação

Douglas Trielli / Midianews
ARAGUAIA NOTÍCIA
O coordenador do grupo “Direita MT”, Rafael Yonekubo Foto: Alair Ribeiro/MidiaNews


Aliados do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em Mato Grosso preparam uma série de manifestações para o próximo domingo (26) em defesa da gestão pesselista. Em Barra do Garças, o evento acontecerá no antigo posto fiscal de Pontal do Araguaia unindo a população de Barra do Garças, Pontal e Aragarças-GO a partir das 9 horas da manhã. O ato se repetirá em mais 13 cidades mato-grossenses. Veja a programação logo abaixo: 

No País, no mesmo dia, ocorrerá em diversos estados atos que podem ser considerados uma resposta aos protestos do último dia 15, organizados por alunos e professores contra o contingenciamento de recursos da Educação.

Membro do PSL, o coordenador do grupo “Direita MT” Rafael Yonekubo disse que os atos são em favor da Reforma da Previdência, da Lava Jato, da medida provisória da reforma administrativa, do pacote anticrime do ministro da Justiça Sérgio Moro e contra o Supremo Tribunal Federal (STF).

Disse que a medida partiu de membros da direita e negou que tenha sido uma convocação de Bolsonaro.

“Não foi o Bolsonaro que convocou a manifestação. Quem está convocando é o povo. Ele, em momento algum, chegou à televisão e disse que estava convocando todo mundo para defendê-lo. Ele nunca falou isso. São movimentos de direita, os movimentos conservadores que tomaram essa iniciativa”, afirmou ao MidiaNews.

Yonekubo disse não temer que um eventual fracasso das manifestações possa expor Bolsonaro.

“Não estamos fazendo enfrentamento aos protestos da semana passada. É mais em apoio ao presidente. O que os estudantes fizeram, a gente respeita. É a opinião deles. Isso será no Brasil todo. Vai ter muita gente. Eu faço parte da liderança nacional e todos os estados aderiram. Falar que vai ultrapassar a quantidade do protesto da semana passada não tem importância. O importante é fazer no Brasil todo”, disse.

Pressão na bancada

Yonekubo afirmou que o movimento também terá a intenção de pressionar a bancada de Mato Grosso. Segundo ele, alguns deputados e senadores têm votado de maneira a prejudicar o Governo Federal.

“A nossa ideia é fazer uma pressão. Aqui em Mato Grosso mesmo, iremos pegar pesado com o Jaime Campos e Valtenir Pereira. Pessoas que votaram, por exemplo, em tirar o Coaf [Conselho de Controle de Atividades Financeiras] do Moro”, afirmou.

Veja a lista de cidades com atos pró-Bolsonaro:

1. Cuiabá, 15h Praça das Bandeiras;

2. Juína, 15h Praça da Bíblia;

3. Brasnorte, 15h Praça da Bíblia;

4. Nova Maringá, 15h Praça Central;

5. Primavera do Leste, 16 h Praça de Eventos;

6. Rondonópolis, 16h Av Lions Internacional;

7. Sinop, 16h Praça da Bíblia;

8. Cáceres, 17h Praça Barão do Rio Branco;

9. Pontes e Lacerda, 17h, Av Miguel Gajardoni;

10. Matupá, 17h Complexos dos Lagos;

11. Sapezal, 18h, Adesivaço na Avenida Rotary Internacional;

12. Paranaíta, 15h, cartilha e adesivaço, frente a igreja Católica;

13. Jaciara, 15h Praça das Bandeiras;
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%