21/05/2019 às 07h19min - Atualizada em 21/05/2019 às 07h19min

Nuppex realiza capacitação para a produção científica com coordenadores da Cathedral

Michele Faifer, Faculdade Cathedral
ARAGUAIA NOTÍCIA


Na segunda-feira (20/5), os coordenadores de cursos participaram de um treinamento para a capacitação de produção científica, sob a orientação da diretora de educação Elaine Navarro. O treinamento foi ministrado pelas professoras Gisele S. Lira de Resende, Thereza Cristina Rocha dos Arbués Carneiro e pelo professor Vander Simão Menezes.

Gisele S. Lira de Resende é doutora em ciências pedagógicas (UCLV/UFBA), com pós-doutorado em educação e saúde (UFMT). Graduada em pedagogia e serviço social. Professora em cursos de graduação e pós-graduação e gerente do Núcleo de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão (NUPPEX) da Faculdade Cathedral.

Thereza Cristina Rocha dos Arbués Carneiro especialista em educação infantil e alfabetização (IMP) e em psicopedagogia (FMB). Graduada em letras/literatura. Professora em cursos de graduação na Faculdade Cathedral.
Vander Simão Menezes é especialista em linguagens e ensino: língua e literatura. Graduado em letras (UFMT), atualmente é analista de conteúdo do núcleo de ensino a distância (NEaD) da Faculdade Cathedral.

Segundo a professora Dra. Gisele Lira, as inúmeras mudanças impostas ao ensino superior exigem um aprimoramento profissional do docente. O aperfeiçoamento do docente é uma condição essencial para se obter êxito frente aos objetivos propostos e responder, de modo positivo, aos apelos inerentes ao exercício da docência.

“Pensando nas necessidades, não só do universo acadêmico, mas, também, das políticas de gestão institucional, o NUPPEX, da Faculdade Cathedral, organizou uma capacitação para produção científica, tendo em vista intensificar o conhecimento acerca das ações que envolvem este meio”, destacou Gisele.

Segundo o especialista Vander Simão, quem se dedica à docência, a publicação e a participação em eventos científicos são uma ação obrigatória, uma vez que democratizam o saber de quem ensina, materializando-os em textos, ao mesmo tempo, em que promove o recrudescimento do debate cientifico.

A professora especialista Thereza Cristina, finalizou: “esperamos que no término desse treinamento, os participantes venham intensificar as ações que envolvem a organização de eventos científicos, além de incentivar os acadêmicos a realizarem pesquisas e produções de textos científicos, para posteriormente fazer a publicação desse material”.
 
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%