19/05/2019 às 08h20min - Atualizada em 19/05/2019 às 08h20min

Blitz contra abuso sexual de crianças e adolescentes foi realizada em Barra do Garças

Assessoria / 5º CRPMMT
ARAGUAIA NOTÍCIA


Dando continuidade nas atividades de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, uma ação integrada pelas instituições Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros, Conselho Tutelar e Assistência Social, realizaram na noite de sexta-feira (17/5) uma operação nos principais pontos de fluxo de pessoas e bares na cidade de Bara do Garças (509 km de Cuiabá).

A violência sexual pode ocorrer de diversas formas, entre elas: o abuso sexual e a exploração sexual. O abuso acontece quando a criança ou adolescente é usado para satisfação sexual de uma pessoa mais velha. Já a exploração sexual envolve uma relação de mercantilização, onde o sexo é fruto de uma troca, seja financeira, de favores ou presentes.

Durante ação foi realizada diversas abordagens para conscientização, prevenção e fortalecer a mobilização convocando a sociedade para o compromisso de proteger as crianças e adolescentes, foi divulgado também o Disque 100 - serviço gratuito que funciona 24h por dia para receber denúncias de violência contra as crianças e adolescentes. Além do Disque 100, as denúncias também pode ser feias através do 190 (Polícia Militar) e 197 (Polícia Civil). 

Sobre o 18 de maio

Essa data foi instituída em 2000 pelo projeto de lei 9970/00. A escolha se deve ao assassinato de Araceli, uma menina de oito anos que foi drogada, estuprada e morta por jovens de classe média alta, no dia 18 de maio de 1973, em Vitória (ES). Esse crime, apesar de sua natureza hedionda, até hoje permanece impune.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.4%
1.4%