13/05/2019 às 15h22min - Atualizada em 13/05/2019 às 15h22min

Bombeiros de Barra do Garças com cães farejadores encontram restos mortais de 14 pessoas em Brumadinho

A atuação da equipe de Barra do Garças foi tão elogiada que eles vão retornar dia 5 de Junho

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
Corpo de Bombeiros-BG


Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Barra do Garças, no Mato Grosso, esteve em Brumadinho, em Minas Gerais, de 27 de Abril a 9 de Maio, auxiliando nas buscas por restos mortais da maior tragédia do país, o rompimento da barragem Vale no Córrego do Feijão que matou 232 mortos e 68 desaparecidos.

Três bombeiros de Barra participaram dessa missão: tenente André Ricardo Freire Pereira Batista e os sargentos Wanderson Tavares dos Santos e Junior César Costa de Sousa que levaram duas cadelas da raça pastor Bela de Malionois, que são preparadas para esse tipo de missão, as cadelas Milika e Kendra que atuaram muito bem.  

Os militares de Barra do Garças estiveram representando Mato Grosso na força-tarefa que une bombeiros do país inteiro que se revezam para não parar os trabalhos de buscas no local onde ainda tem corpos enterrados no meio da lama e resíduos de minério.

Os bombeiros conseguiram encontrar restos mortais de 14 corpos que agora serão periciados para identificação inclusive com exame de DNA. Vale destacar que havia um prazo de 60 dias que não se achava nada na área do córrego Feijão. A equipe de Barra conseguiu quebrar essa escrita recebendo elogios dos bombeiros de Minas Gerais. Tanto é que eles já foram convidados para retornarem no dia 5 de junho a Brumadinho.

Os bombeiros de Barra fizeram 135 operações de incursão pela área com trezes frentes de trabalho.
“A maior gratificação é de termos encontrado tantos seguimentos, e termos ajudado através de nossos cachorros compartilhar com as famílias momentos tristes, mas alegres em ter encontrado restos mortais dos ente queridos”, destacou o sargento Sousa.

Os bombeiros já estão na Barra descansando e cuidando dos animais. Na manhã de segunda-feira, Sousa levou uma das cadelas ao veterinário para fazer uma medicação. Nada grave apenas como precaução a saúde do próprio animal.

Existe uma divergência com relação aos números da tragédia de Brumadinho com 232 mortos identificados, 68 desaparecidos e 395 localizados.

Dia das Mães

Domingo, dia 12/5, foi realizado o Primeiro Dia das Mães, após desastre que vitimou cerca de 300 pessoas em Brumadinho, o principal recado dos bombeiros de Minas Gerais vai para 30 delas, que ainda estão com seus filhos desaparecidos debaixo dos rejeitos de lama da barragem da Vale.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%