03/05/2019 às 17h33min - Atualizada em 03/05/2019 às 17h33min

Avião com irmão de Marconi Perillo cai no Araguaia

No local a guarnição policial constatou a veracidade dos fatos. Os suspeitos utilizaram carros, caminhões e tratores para cercar a aeronave

ARAGUAIA NOTÍCIA
Rádio Eldorado
Rádio Eldorado

Foram identificados os três ocupantes da aeronave que caiu em Vila Rica na manhã desta sexta-feira (03), após tentativa frustrada de pousar no aeroporto do município e cair às margens da BR 158. O avião conduzido pelo piloto Jorge Frederico Bahia, transportava Antônio Pires Perillo, irmão do ex-governador do Estado de Goiás Marconi Perillo e o advogado João Paulo Brzezinski. A suspeita é de que a aeronave tenha tido problema com o trem de pouso ou até mesmo uma pane seca.

Eles estavam em uma fazenda, localizada na zona rural de Vila Rica e segundo informações da Polícia Militar tiveram a aeronave sequestrada por funcionários da fazenda.

De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado no 23º Batalhão da Polícia Militar de Vila Rica, o advogado João Paulo Brzezinski solicitou apoio da Polícia Militar que já estava na região em apoio a uma ação de desapropriação de posse, na madrugada desta sexta-feira (03), informando que sua aeronave, modelo Corisco, prefixo PT-RZN, havia sido sequestrada sob grave ameaça pelo suspeito J.F.B, 53 anos, gerente da fazenda, de nome não identificado no B.O., de propriedade de Edmilson.

O proprietário da aeronave disse que Edmilson havia dado ordem a seus funcionários para queimar o avião assim que o dia clareasse.

 

Veja fotos
PreviousNext

 

No local a guarnição policial constatou a veracidade dos fatos. Os suspeitos utilizaram carros, caminhões e tratores para cercar a aeronave. Ao serem questionados pelos policias os funcionários da fazenda alegaram estarem cumprindo ordem do patrão Edmilson. O gerente da fazenda J.F.B., informou à polícia que havia em sua residência uma carabina 38, um revólver calibre 22 e oito munições, sendo seis de calibre 22 e duas de calibre 38 e que as armas e munições eram do patrão da fazenda.

Diante dos fatos, os suspeitos J.F.B., 53 anos e E.T.M., 40 anos, foram encaminhados juntamente com as armas e munições apreendidas para a Delegacia de Polícia Judiciária Civil para as devidas providências.

Ao amanhecer, a aeronave pôde então decolar da fazenda com destino a Vila Rica, onde Antônio Pires Perillo acompanhado do advogado João Paulo Brzezinski prestaria depoimento na Delegacia de Polícia do Município.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%