03/05/2019 às 06h52min - Atualizada em 03/05/2019 às 06h52min

Congresso destaca escolas indígenas em Campinápolis de 2 a 5/5

ARAGUAIA NOTÍCIA
Gcom-MT
Foto: Semana 7
O 1º Congresso de Educação de Campinápolis (a 658 quilômetros a leste de Cuiabá) conta com a participação de 370 profissionais da educação inscritos. Entre eles, professores de nove escolas indígenas estaduais da etnia xavante. Haverá apresentação de seis trabalhos científicos com temática indígena. O congresso, que ocorre entre quinta-feira (02.05) e sábado (04.05), é uma realização da Assessoria Pedagógica em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Campinápolis, Missão Salesiana e Grupo Apoio Mato Grosso.

Segundo a assessora pedagógica Míriam Lagares, esse é o primeiro congresso em que os indígenas participam, por isso existe uma grande expectativa sobre o evento. “É um grande desafio para todos, principalmente para os indígenas, pois eles sempre tiveram interesse em participar de eventos como esse, mas sempre faltava oportunidade”, frisa.

O congresso ocorrerá na quadra poliesportiva da Escola Municipal José Guilherme. A quinta-feira, de manhã, será reservada para o credenciamento. No período vespertino haverá a apresentação de trabalhos científicos. À noite, está programada a abertura oficial.

“Teremos apresentação de uma dança típica dos xavantes para abrilhantar o evento”, ressalta a assessora.

Na sexta-feira, de manhã, haverá a palestra com o tema: Educação e cultura: os desafios da formação humana nos dias atuais, que será proferida pelo padre Natale Vitali Forti. A segunda palestra ficará a cargo do padre Gildásio Mendes com o tema: comunicação e ética a serviço da vida.

No período vespertino, mais duas palestras: “educação para os valores humanísticos à luta de Piaget e do sistema educativo Dom Bosco”, tendo como palestrante o padre Wagner Galvão. O especialista em educação, Lucas Ruriô, da etnia xavante falará sobre os princípios da educação escolar indígena. Ele atua na reserva São Marcos no município de Barra do Garças.

A Assessoria Pedagógica de Campinápolis atende 10 escolas estaduais – sendo nove indígenas, todas da etnia xavante e 30 municipais. Além de Campinápolis, participam educadores de uma escola municipal do Distrito de São José do Couto e do Assentamento Santa Célia.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%