17/04/2019 às 15h46min - Atualizada em 17/04/2019 às 15h46min

Defesa Civil, Secretaria de Saúde, instituições e entidades iniciam campanha de combate à dengue em Barra do Garças

Francis Amorim / Secom - BG
Araguaia Notícia
Secom-BG


Começou pelo bairro Santo Antônio, na quarta-feira (17/4), a campanha para o combate do mosquito transmissor da dengue, da zika e da chikungunya em Barra do Garças. O lançamento aconteceu em frente à Escola Estadual São João Batista, de onde os agentes de saúde e voluntários partiram em direção as casas que receberão materiais educativos alertando sobre a importância do dever de casa para eliminar os focos.

A campanha consiste na distribuição de panfletos para alertar a população para um problema sério e conhecido nesta época do ano: a proliferação do mosquito aedes aegypti, o vetor das três doenças. Um batalhão de voluntários saiu às ruas para dar início ao trabalho de convencimento dos moradores sobre as medidas que devem ser tomadas para eliminar os focos que nascem nas próprias residências.

Além da campanha de campo, a Defesa Civil e a Secretaria de Saúde vão desenvolver, a partir do dia 22, ações nas escolas e igrejas com informações úteis que poderão auxiliar a população no combate à dengue, da zika e da chikungunya. Somente na ação de hoje, mais de 35 voluntários da Escola Marisa Mariano, entre professores e alunos, participaram das atividades.

“Nosso objetivo é conscientiza a população para que possamos unir forças e combater esse mosquito. Não podemos deixar que Barra do Garças chegue no vermelho como está chegando. Queremos que cada cidadão seja um multiplicador dessas ações e nos ajudem nessa missão. Se todos fizer a sua parte na sua própria casa vamos conseguir vencer essa batalha”, ressaltou o coordenador da Defesa Civil, Paulo Henrique Borges. 

Para a secretária de Saúde, Clênia Monteiro, a população poderá, com um simples gesto, colaborar para eliminar o aedes aegypti em Barra do Garças. “Basta apenas manter o seu quintal limpo, recolhendo o lixo adequadamente e evitar o acúmulo de água”, destacou. 

O trabalho de conscientização está sendo coordenado pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, Secretaria de Saúde com o apoio das Secretarias de Transportes e Serviços Públicos, Planejamento Urbano e Obras, e Cultura, Conselho Municipal de Saúde, Escritório Regional de Saúde, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Associação Amigos dos Animais, União das Associações de Bairros, igreja Assembleia de Deus, Escola Marisa Mariano (direção, professores e alunos), Vigilância Sanitária, Agentes de Saúde e Agentes Ambientais.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.6%
75.2%