29/03/2019 às 15h23min - Atualizada em 29/03/2019 às 15h23min

A casa caiu para 9 pessoas que são presas por tráfico no Vale do Araguaia em operação integrada

A cidade de Água Boa não é mais aquela pacata cidade do interior. O pau está comendo por lá e a polícia está chegnado junto. As prisões foram para os autores de crimes de tráfico de drogas, corrupção de menor, lavagem de dinheiro e associação para o tráfico de drogas

Assessoria / PJC MT
ARAGUAIA NOTÍCIA


A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) deflagrou, na manhã de quarta-feira (27.03), a Operação “Ordem Pública” no município de Água Boa. Dados parciais da ação apontam para o cumprimento de 23 mandados de busca, que resultaram na prisão em flagrante de sete pessoas e na apreensão de dois menores pelos crimes de tráfico de drogas, corrupção de menor, lavagem de dinheiro e associação para o tráfico de drogas.

Também durante o cumprimento dos mandados de busca, foram apreendidos pouco mais de R$ 24 mil em espécie, 14 quilos de drogas, 400 munições, três armas longas, um revólver e sete aparelhos celulares. O município de Nova Xavantina, cidade vizinha de Água Boa, também foi alvo das ações policiais. Ao todo, foram apreendidos oito quilos de drogas e mais de 16 porções de pasta base.

“Esta operação visa combater os crimes em todas as frentes. O resultado obtido até agora é a soma da atuação integrada das forças de segurança na repressão à criminalidade. Aqui no município também atuamos em ações preventivas, que são voltadas para os grupos escolares”, destacou a delegada regional Luciana Batista Canaverde.

Já o comandante da Polícia Militar, tenente-coronel Antônio Gilvando de Souza, disse que a operação repressiva é importante porque retira de circulação os autores de diversos crimes.

“A apreensão de drogas, armas e munições leva para a sociedade a sensação de segurança pública. E isso é muito importante. Estamos trabalhando constantemente para garantir tranquilidade para o cidadão”, enfatizou.

Além do efetivo da Polícia Militar e Polícia Judiciária Civil, participaram também da operação a Força Tática, o Batalhão de Operações Especiais (Bope), Grupo Armado de Resposta Rápida (Garra), Corpo de Bombeiros Militar e Politec.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%