29/03/2019 às 00h52min - Atualizada em 29/03/2019 às 00h52min

Barra do Garças abre Conferência da Saúde com a presença do deputado Max Russi

Ronaldo Couto
ARAGUAIA NOTÍCIA


Começou na noite de quinta-feira (28/3) a sétima edição da Conferência Municipal de Saúde de Barra do Garças, no auditório da Faculdade Univar, cuja solenidade foi aberta pela secretária de Saúde do Município, Clenia Monteiro. Neste ano, a conferência será realizada em dois dias com o tema Democracia e Saúde oferecendo palestras, oficinas e debates sobre o funcionamento do Sistema Único de Saúde (SUS) no município.

A cerimônia de abertura contou com a participação do deputado estadual Max Russi que veio prestigiar a administração do prefeito Roberto Farias. O parlamentar participou da mesa de autoridades juntamente com o vice-prefeito de Barra do Garças, Welinton Marcos; vereador Dr Joãozinho, presidente da Câmara Municipal; José Neto, presidente do Conselho Municipal de Saúde; defensora pública Lindalva de Fátima Ramos e o diretor do Polo Regional de Saúde, Mirian Lacerda.

Acompanharam também a solenidade o vereador Dr Neto; ex-vereador Biroska e os secretários municipais George Câmara(chefe de gabinete), Paulo Henrique (Piscicultura) e Monica Porto(Turismo).

“Fiquei honrado pelo convite do prefeito Beto e da secretária Clenia para participar desta conferência. Recentemente estive com o prefeito em Cuiabá buscando uma solução para dívida de R$ 14 milhões que o Estado tem com relação ao Hospital Regional de Barra do Garças e o governador Mauro Mendes disse que vai ajudar a prefeitura e liberou um repasse imediato de R$ 800 mil”, lembrou Max.

Max acredita que o governador Mauro deve ajudar a prefeitura porque para o estado não é interessante ficar com o hospital regional sozinho porque a despesa só aumentaria.

A conferência prossegue nesta sexta-feira com debates e palestras. As inscrições podem ser feitas no local. A comunidade está convidada para prestigiar o evento.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%