03/03/2019 às 08h34min - Atualizada em 03/03/2019 às 08h34min

Bolsonaro promete enquadrar Ibama e Ongs para pavimentar BR-242 na região do Xingu/Araguaia

ARAGUAIA NOTÍCIA
Jacques Gosch, RDNewsAguaBoaNews


O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) prometeu enquadrar o Ibama e as Ongs ambientalistas  estão travando a pavimentação do trecho da BR-242 que circunda a região no Alto Xingu, na Região Nordeste de Mato Grosso. A promessa foi feita ontem (28) durante reunião realiza no Palácio do Planalto com representantes dos municípios de Sorriso, Nova Ubiratã, Canarana e Paranatinga, Gaúcha do Norte  e Querência que são circundados pela rodovia.

A reunião foi articulada pelo ex-deputado federal Victório Galli (PSL), que atualmente atua como assessor especial da Presidência da República. Ainda estavam presentes o ministro da Secretário de Governo, general Santos Cruz, o senador Wellington Fagundes (PR) e o deputado federal Leonardo Albuquerque (Solidariedade) como representantes da bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional.

“O presidente Bolsonaro determinou que o governo atue para vencer a burocracia que impede a solução do problema da BR-242. Ele entende que são municípios produtores de grãos e de borracha de serigueira e não podem ficar a mercê dos entraves impostos pela Ibama e pelas Ongs. O problema vai ser resolvido”, garantiu Galli em entrevista ao  .
 
“O presidente Bolsonaro determinou que o governo atue para vencer a burocracia que impede a solução do problema da BR-242.”
Victório Galli, assessor da Presidência da República 
 
 Entre os representantes de Mato Grosso estavam os prefeitos de Querência e Nova Ubiratã, Fernando Gorgen (PSB) e Valdenir dos Santos (PSDB). Os caciques xinguanos Welewoka Wauara e   Tupanumaka Wauara também participaram do encontro com Bolsonaro. Representantes da Funai e outras autoridades também estavam presentes.

BR-242

A  BR-242, que passa pela região Noroeste do Estado, tem boa parte do trecho de chão batido e sinalização precária e com muitos. Em Mato Grosso,  liga Sorriso a divisa com Goiás

A rodovia começa na Bahia e corta Tocantins até chegar em Mato Grosso. No total, são 2.331 km. Um trecho considerável passa na chamada zona de influência de 40 km nos arredores do Parque Nacional do Xingu, o que tem impedido as obras de pavimentação.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%