13/07/2011 às 15h49min - Atualizada em 13/07/2011 às 15h49min

Morre primeiro banhista no Araguaia

Olhar Direto
Notícia dos Municípios

O jovem Walmir Silva de Souza, 22 anos, foi a primeira vítima de afogamento no rio Araguaia durante o período de férias deste ano. Ele se afogou domingo (10) na praia do Leléu, em Torixoréu, quando estava brincando de vôlei e foi buscar uma bola dentro do rio. O corpo de Walmir foi encaminhado nesta segunda-feira para a cidade de Cassilândia a pedido da família.

O afogamento na praia de Torixoréu resultou em protestos de moradores e vereadores que reclamaram que não havia guarnição do Corpo de Bombeiros e que o festival está sendo realizado de última hora pela prefeitura.

O vereador Vaney Neves (PC do B) disse que nem ele como parlamentar sabia do festival muito menos a população. Segundo ele, o prefeito Máximo Barriga (PSB) colocou um carro de som convidando a população e um ônibus da prefeitura para transportar os moradores até a praia.

Segundo o parlamentar, sem as mínimas condições de funcionamento sem barracas e muito menos segurança para banhistas. “O que o prefeito fez foi um absurdo contra a população. Banhar no rio qualquer um quer, mas a prefeitura não pode pegar um monte de gente e colocar na beira do rio simplesmente”, detona o vereador.

O prefeito de Torixoréu, Máximo Barriga (PSB), lamentou o afogamento do jovem Walmir na praia do Leléu e explica que abertura do festival foi antecipada devido a insistência da própria população. Entretanto, ele promete corrigir os erros com relação aos bombeiros, policiamento e as barracas para o próximo final de semana.

Walmir estava se afogou ao tentar pegar uma bola dentro do rio num lugar fundo e se apavorou. Alguns amigos tentaram salvá-lo mas não conseguiram. O corpo dele foi retirado graças a colaboração de pescadores e garimpeiros que usaram equipamentos de mergulho. Walmir era casado com Andréia Vanessa e trabalhava como lavrador e deixa uma filha, chamada Valéria, de dois anos de idade.O jovem Walmir Silva de Souza, 22 anos, foi a primeira vítima de afogamento no rio Araguaia durante o período de férias deste ano. Ele se afogou domingo (10) na praia do Leléu, em Torixoréu, quando estava brincando de vôlei e foi buscar uma bola dentro do rio. O corpo de Walmir foi encaminhado nesta segunda-feira para a cidade de Cassilândia a pedido da família.

O afogamento na praia de Torixoréu resultou em protestos de moradores e vereadores que reclamaram que não havia guarnição do Corpo de Bombeiros e que o festival está sendo realizado de última hora pela prefeitura.

O vereador Vaney Neves (PC do B) disse que nem ele como parlamentar sabia do festival muito menos a população. Segundo ele, o prefeito Máximo Barriga (PSB) colocou um carro de som convidando a população e um ônibus da prefeitura para transportar os moradores até a praia.

Segundo o parlamentar, sem as mínimas condições de funcionamento sem barracas e muito menos segurança para banhistas. “O que o prefeito fez foi um absurdo contra a população. Banhar no rio qualquer um quer, mas a prefeitura não pode pegar um monte de gente e colocar na beira do rio simplesmente”, detona o vereador.

O prefeito de Torixoréu, Máximo Barriga (PSB), lamentou o afogamento do jovem Walmir na praia do Leléu e explica que abertura do festival foi antecipada devido a insistência da própria população. Entretanto, ele promete corrigir os erros com relação aos bombeiros, policiamento e as barracas para o próximo final de semana.

Walmir estava se afogou ao tentar pegar uma bola dentro do rio num lugar fundo e se apavorou. Alguns amigos tentaram salvá-lo mas não conseguiram. O corpo dele foi retirado graças a colaboração de pescadores e garimpeiros que usaram equipamentos de mergulho. Walmir era casado com Andréia Vanessa e trabalhava como lavrador e deixa uma filha, chamada Valéria, de dois anos de idade.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%