Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
15/02/2019 às 15h56min - Atualizada em 15/02/2019 às 15h56min

Inscrições para 2ª Corrida Maria da Penha de Barra do Garças vão até 27/2; premiação de R$ 16 mil

O objetivo do evento é contar com o apoio de esportistas e da população em geral no combate à violência contra a mulher.

Assessoria
Araguaia Notícia
1ª Corrida Maria da Penha em Barra do Garças; Foto: REDE DE FRENTE


As inscrições para a Segunda Corrida Maria da Penha vão até o dia 27 de fevereiro. A corrida será no dia 9 de março de 2019 em Barra do Garças (520 km de Cuiabá). Os participantes vão concorrer a R$ 16 mil em prêmios. O objetivo do evento é contar com o apoio de esportistas e da população em geral no combate à violência contra a mulher.

A corrida terá um percurso de cinco quilômetros e os valores das inscrições vão de R$ 20 a R$ 30, do primeiro ao terceiro lote. A defensora pública Lindalva de Fátima Ramos, que atua na comarca de Barra do Graças, explica que a intenção das mais de 30 entidades que atuam na Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher de Barra do Garças e Pontal do Araguaia é chamar a atenção da população para o tema por meio de uma atividade e, por isso, escolheram a corrida como mote para a campanha.

O evento conta com a participação da Universidade Federal de Mato Grosso, que cederá alunos que prestarão orientações aos corredores no dia da corrida, da Associação de Atletismo de Barra do Garças e da Unimed, que patrocinam o evento e a premiação. “Este ano, para garantir que a disputa tenha precisão e lisura, cada participante será cronometrado, via chip, pela empresa Chip Timing, logo, participem, ajudem na campanha e concorram a prêmios”, explicou a defensora.

Rede de Frente - A Rede existe há cinco anos como grupo de entidades que trabalham para prevenir violência contra a mulher e há um ano como associação. “Em Barra do Garças não temos um Núcleo que faça o atendimento específico desse público, mas eu, como defensora atendo em média 30 mulheres por mês com relato de algum tipo de violência. As principais são a moral e a psicológica”, disse Lindalva.

“A Rede de Frente tem cinco eixos de atuação. O quinto eixo foca na divulgação e na conscientização pessoal”, afirmou a defensora. Integram a Rede órgãos como o Ministério Público, a Justiça, as Polícias Civil e Militar, secretarias de assistência social, de saúde, instituições educacionais, entre outros. 
Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90