29/01/2019 às 13h50min - Atualizada em 29/01/2019 às 13h50min

'Tentei correr e não consegui', diz pastor que foi atacado pelas costas durante culto em igreja de MT

José Carlos da Silva, de 53 anos, foi atingido com golpes nas costas e nas pernas. Ele afirmou que o autor do crime entrou e saiu da igreja por várias vezes, ameaçando os fiéis.

G1 MT
Araguaia Notícia
O pastor José Carlos da Silva, de 53 anos, que foi atacado durante o culto em uma igreja, no Bairro Rota do Sol, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá, no sábado (26), afirmou que, ao ver Dionatan Fernando de Sousa, de 19 anos, com um facão nas mãos, tentou correr, mas não conseguiu devido aos problemas de saúde que enfrenta.

Ele foi atingido com golpes nas costas e nas pernas no sábado (26) e teve alguns ferimentos leves.

José disse que a mãe do jovem faleceu recentemente e que ele estava transtornado no dia do culto.
Segundo a vítima, o suspeito entrou e saiu da igreja por várias vezes, ameaçando os fiéis.

“Ele disse que estava com uma arma, então eu o abracei com força e alguns irmãos me ajudaram a revistá-lo. Depois disso, ele foi para a casa dele pegar o facão e voltou para me atacar. Tentei correr, mas não consegui, pois sou obeso e tenho problemas nas pernas”, contou.

Após ser golpeado, o pastor afirmou que caiu no chão e foi socorrido por pessoas que estavam no local e encaminhado ao hospital.

“Ele continuou ameaçando as pessoas e fugiu em uma moto, em seguida. Faz dias que ele está alterado, já tentei conversar, mas ele não diz o que está acontecendo”, disse.

José conta que Dionatan sempre frequentou a igreja e que já chegou a ser o responsável pela equipe de áudio do templo.

“Ele é inteligente, mas tem problemas com drogas. A igreja sempre acolheu esses jovens, fazemos um trabalho de inclusão com eles, mas infelizmente isso aconteceu”, lamentou.

Dionatan foi preso ainda no dia do crime e o facão usado também foi apreendido.

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito prestou depoimento e foi autuado em Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por lesão corporal leve. Em seguida, foi liberado.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.4%
17.7%
75.2%