15/01/2019 às 19h46min - Atualizada em 15/01/2019 às 19h46min

VEJA VÍDEO: Samu demora 20 minutos para chegar e vítima de assalto morre

RODIVALDO RIBEIRO / Folhamax / Midianews
Araguaia Notícia


Apesar de estar a cerca de 700 metros da sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), o empresário Adriano Figueiredo de Oliveira, 38 anos, só começou a ser atendido por uma ambulância do serviço 23 minutos depois que chegou à sua casa, na rua Mirassol  D’Oeste, bairro Consil em Cuiabá-MT, e pediu ajuda à esposa. Ele acabara de receber um tiro no peito (que veio a matá-lo no hospital) de um dos três assaltantes que tentavam roubar uma caminhonete no Lava-Jato Pantanal, na mesma região.

Adriano havia, momentos antes, jogado pedras em um dos bandidos, mas acabou surpreendido pelo revide à bala.

Toda a agonia de Adriano e sua esposa foi captada por uma câmera de segurança instalada num imóvel quase em frente à casa onde ele aparece correndo, com os braços pra cima, muito provavelmente pedindo ajuda para sua mulher. Momentos antes, Adriano saíra de casa para fazer caminhada, mas resolveu interromper seu caminho quando viu um funcionário do lava-jato às voltas com os assaltantes e decidiu ajudar.

Nas imagens, logo após o casal entrar, a mulher reaparece falando ao celular, bastante agitada. Um Civic branco é chamado, chega a parar, mas volta a seu rumo dois minutos depois. Mais 20 minutos se passam até que chegue a primeira viatura da Polícia Militar e, mais três minutos, surge enfim a ambulância do SAMU.

Curiosos já rodeiam toda a movimentação e finalmente, cerca de meia hora após voltar pra casa pedindo ajuda, Adriano é levado, de maca, para dentro da ambulância. O destino final da vítima é o pronto-socorro de Cuiabá, onde acabou não resistindo aos ferimentos e faleceu momentos após chegar.

SUSPEITOS

Dois suspeitos de cometerem o crime já foram identificados. São eles: Pablo Augusto de Almeida Nascimento e Jose Igor Rodrigues dos Santos. O terceiro é conhecido apenas pela alcunha de Zaangue F PSCLK.

Um deles, Pablo Augusto, chegou a ser detido no bairro São Matheus, em Várzea Grande. Porém, ele conseguiu escapar dos policiais e, mesmo algemado, acabou fugindo.

Buscas estão sendo realizadas na tentativa de encontrá-los. A Polícia Civil investiga o crime.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%