14/01/2019 às 17h26min - Atualizada em 14/01/2019 às 17h26min

Dsei Xavante de Barra do Garças é fechado por índios que querem mudança na direção

Lideranças pedem exoneração de Valmir Farias e pedem indicação de Fideles Geovaldo

Araguaia Notícia
Um grupo de índios e funcionários fechou na tarde de segunda-feira (14/1) o escritório do Distrito de Saúde Indígena (Dsei Xavante) de Barra do Garças. Eles querem a mudança da direção e pedem a exoneração do atual responsável, Valmir Martins de Faria.

O protesto que começou no final do ano passado inclusive com documento entregue ao senador e deputado federal eleito José Medeiros pedindo uma intervenção no escritório de Barra do Garças. A situação ficou insustentável nesta segunda-feira com os índios ocupando a sede e colocando faixas pedindo mudança no Dsei. As lideranças falam em dificuldades com atual gestor que não estaria respeitando o Condise e por isso pedem intervenção da Secretaria Nacional do Índio.

No documento que foi entregue ao senador Medeiros, as lideranças pedem a contratação do funcionário da saúde Fideles Geovaldo Pires de Souza para o cargo. O impasse já chegou no conhecimento da direção nacional da Funasa em Brasília. O atual diretor Valmir disse que ficou no escritório até por volta das 14 horas e depois com fechamento da unidade, decidiu comunicar ao superior sobre o protesto e seguiu para casa.

“Estou tranquilo não fiz nada de errado. Tanto é que já chamei a direção nacional para acompanhar o impasse. Assumi o Dsei Xavante em setembro de 2017 com a taxa de mortalidade de 155 índios que teve uma redução em 35% com o nosso trabalho. Acontece que algumas pessoas estão ‘inflando’ os índios para brigarem comigo”, comentou.

Valmir foi indicado no passado pelo deputado federal Fábio Garcia. “O presidente Jair Bolsonaro tem dito que na gestão dele não terá indicação política e sim critério técnico. Por isso temos que aguardar a posse dos novos deputados e senadores para verificar se alguém tem interesse de indicar algum nome para o Dsei Xavante”, completou.

O diretor do Dsei explica que conseguiu retomar as obras que estavam paradas e dobrou o número de veículos de transporte dos indígenas com o mesmo recurso. Todavia, os índios que participam do manifesto afirmam que não querem mais o Valmir no cargo. O Dsei Xavante de Barra do Garças atende 21 mil índios
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.6%
5.5%
17.7%
75.2%