01/07/2013 às 18h57min - Atualizada em 01/07/2013 às 18h57min

PM atira e mata homem que tentou assassinar a facadas desafeto que estava algemado

Olhar Direto
Ferias Tur

Uma ocorrência da Polícia Militar terminou com a morte de um homem que tentou matar o desafeto em Araguaiana, a 556 km de Cuiabá, na noite de sábado (29). O lavrador Pedro da Silva Macedo, 39 anos, foi baleado pelo cabo Emanuel Campos Ladislau, quando tentava esfaquear o comerciante Murilo da Silva de Oliveira, 44 anos, que estava algemado dentro do destacamento. Pedro ainda chegou a ser socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Pedro e Murilo brigaram no bar do Pipoca após ingestão de bebida alcoólica onde Pedro saiu como vítima e Murilo como agressor. Após ser ouvido, Pedro foi até em casa onde pegou uma faca e retornou ao destacamento para matar o desafeto.

Quando ele chegou, os policiais não imaginavam que ele iria reagir desta forma, mas Pedro se aproximou de Murilo e retirou a faca da cintura para golpeá-lo. Nesse momento o policial atirou.

A briga dos dois, segundo a Polícia Militar, foi porque Pedro foi cobrar uma dívida de uma arma que vendeu para Murilo e o comerciante não gostou e o agrediu. Por outro lado, Murilo nega que tenha comprado arma do Pedro e que a confusão se deve ao fato que o Pedro tomou as dores de um homem conhecido como Bororinho com quem o Murilo estava discutindo por causa de uma bicicleta que estava no lugar onde ele queria estacionar o carro.

O delegado Marcos Alvarez, que responde por Araguaiana, ouviu os envolvidos na manhã de domingo (30) e informou a imprensa que o policial agiu em legítima defesa de terceiros, pois o preso estava sob a responsabilidade dele.

O sargento Leite, comandante da PM em Araguaiana, lamentou o fato e ressaltou que não havia alternativa para o militar, a não ser o disparo naquele momento. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.8%
5.0%
19.9%
73.3%