25/12/2018 às 22h02min - Atualizada em 25/12/2018 às 22h02min

Motorista que atropelou jovens na frente de boate em Cuiabá comprou cervejas em casa noturna, diz polícia

G1 MT
Araguaia Notícia
A motorista de 33 anos, que dirigia uma caminhonete e atropelou três jovens na madrugada do domingo (23) na frente de uma boate, em Cuiabá, comprou seis garrafas de cerveja em uma casa noturna, antes do acidente. A informação é da Polícia Civil, que invesitga o caso.

Das três vítimas, a jovem Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos, morreu no local do acidente e as outras duas foram socorridas em estado grave.

Durante a investigação, a polícia teve acesso a ficha de consumação da motorista em uma casa noturna.

Segundo o estabelecimento, ela teria entrado no local depois de 1h da manhã. Na lista de produtos aparecem oito garrafas de cerveja long neck. As informações, porém, não batem com a versão contada pela motorista, que alegou ter ingerido quatro latas de cerveja às 23h do sábado (22).

Ao ser detida, ela se recusou a realizar o teste do bafômetro e exame de sangue. De acordo com a polícia, ela apresentava sinais visíveis de embriaguez.

Na avaliação clínica feita três horas depois do atropelamento, entretanto, não foi constatado que ela estava embriagada.

A professora é substituta na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), pagou fiança de 10 salários-mínimos e foi liberada na segunda-feira (24), após audiência de custódia no Fórum de Cuiabá. Ela foi autuada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) qualificado pela embriaguez e lesão de trânsito qualificada por embriaguez por duas vezes.

Ela vai responder em liberdade, mas com medidas cautelares. Ao todo, a fiança foi de R$ 9,5 mil. O G1 não consegiu contato com a defesa dela.

O acidente

Na ocorrência, uma jovem morreu e outras duas pessoas foram socorridas em estado grave. A vítima foi identificada como Myllena de Lacerda Inocêncio, de 22 anos.

O corpo dela foi enterrado na segunda-feira (24), em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá. A família aguardava a chegada da mãe de Myllena, que mora fora do país, para o sepultamento.

Além dela, outras duas pessoas foram socorridas em estado grave.

As outras vítimas foram identificadas como Hya Giroto Santos, de 21 anos, e Ramom Alcides Viveiros, de 25. O atual estado de saúde deles não foi informado.

 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.0%
3.7%
11.6%
83.7%