24/12/2018 às 19h10min - Atualizada em 24/12/2018 às 19h10min

Filho de procurador, cantor atropelado em frente à Valley tem traumatismo craniano

Olhar Direto
Araguaia Notícia
Reprodução / Facebook
O cantor sertanejo Ramón Alcides, 25, que foi atropelado em frente à Valley Pub, no início da manhã deste domingo (23), em Cuiabá, foi transferido para o hospital particular Amecor para passar por uma cirurgia. De acordo com familiares, ele teve traumatismo craniano.

Ramon é filho do procurador de justiça Mauro Viveiros, que já foi Corregedor Geral e Procurador Titular da Procuradoria Criminal Especializada do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Em mensagem encaminhada pelo WhatsApp, a família pede orações. "A situação dele é muito grave, vai passar por cirurgia agora, está com traumatismo. Então só peço que orem por ele, está bem? Obrigada", diz a mãe. 

Atualizada às 15h - Familiares informaram que a cirurgia foi bem sucedida. Os médicos haviam constatado uma pressão no cérebro e a combateram. As próximas horas serão de monitoramento do quadro e novos exames devem ser realizados na segunda-feira (24). 

Entenda o caso

Uma mulher, identificada como Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33, atropelou três pessoas às 5h50 da manhã deste domingo (23) na Avenida Isaac Póvoas, a poucos metros da faixa de pedestre, em frente à Valley Pub. De acordo com a Polícia Judiciária Civil, ela será julgada por homicídio culposo na direção do veículo, dirigir sob influência de álcool e lesão corporal culposa na direção de veículo (duas vítimas).

Além de Ramón, também se feriu Hya Giroto Santos, 21, que segue internada em estado grave no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. A outra vítima, Myllena de Lacerda Inocêncio, morreu no local do acidente.

Rafaela dirigia uma caminhonete no sentido bairro / centro quando atropelou as três vítimas. Ela ainda bateu em um Gol que estava estacionado. Quando a equipe da Deletran chegou, a condutora já estava detida na viatura da Polícia Militar. A equipe solicitou o teste de etilômetro à condutora, que apresentava sinais visíveis de embriaguez, porém, ela recusou-se a fazer o teste.

Diante disso, a PJC elaborou no local do acidente o auto de constatação de embriaguez da condutora da caminhonete, e a levou até o IML para realização do exame clínico. A equipe se deslocou até o Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, onde foi constatado o óbito da vítima Myllena de Lacerda Inocêncio.

Rafaela foi conduzida a Central de Flagrantes para tomadas de todas as medidas criminais e administrativas. Testemunhas no local foram qualificadas para serem ouvidas no decorrer do procedimento policial.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%