24/12/2018 às 08h42min - Atualizada em 24/12/2018 às 08h42min

Vítima de atropelamento em frente a boate está em coma induzido; médicos estudam traqueostomia

Isabela Mercuri / Olhar Direto
Araguaia Notícia


A estudante de direito Hya Girotto, 21, que foi vítima de um atropelamento na manhã deste domingo (23) em frente à Valley Pub, está em coma induzido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá. Como ela está com dificuldades parea respirar sozinha, os médicos estudam fazer uma traqueostomia.

De acordo com familiares, Hya sofreu uma fratura no braço, cortou a cabeça e está com o pescoço bastante inchado. “Talvez será feita uma traqueostomia, ela não tá conseguindo respirar sozinha. Mas o estado dela melhorou, está estável’, afirmou.

Já um amigo da vítima afirmou que ela está com um problema pulmonar e corre o risco de ter uma parada cardíaca, e que teria também quebrado o braço e o ombro. 

Hya é estudante de direito, e cursa o oitavo semestre no Centro Universitário de Várzea Grande (Univag). Ela era colega de sala de Myllena Inocencio, que também foi atropelada e faleceu no local do acidente.

Entenda o caso

Uma mulher, identificada como Rafaela Screnci da Costa Ribeiro, 33, atropelou três pessoas às 5h50 da manhã deste domingo (23) na Avenida Isaac Póvoas, a poucos metros da faixa de pedestre, em frente à Valley Pub. De acordo com a Polícia Judiciária Civil, ela responderá por homicídio culposo na direção do veículo, dirigir sob influência de álcool e lesão corporal culposa na direção de veículo (duas vítimas).
 
Professora substituta da Universidade Federal de Mato Grosso, Rafaela dirigia uma caminhonete Renault Oroch. O atropelamento aconteceu a poucos metros da faixa de pedestre, no momento em que o público deixava a casa noturna. De acordo com testemunhas da colisão, o veículo estava em alta velocidade quando colidiu com o trio. Além de bater nas três vítimas, o carro conduzido por Rafaela ainda se chocou com um Gol.
 
O carro só foi parar após o semáforo. Imagens registradas por testemunhas e pela Polícia Civil revelam o estado em que ficou o carro após a colisão. Equipes de resgate não conseguiram salvar Myllena de Lacerda Inocencio, mas regataram as outras duas vítimas.

Hya Girotto Santos foi encaminhada para o Pronto-socorro de Cuiabá. Ramon Alcides Viveiros foi transferido para o hospital particular Amecor para passar por uma cirurgia. De acordo com familiares, ele teve traumatismo craniano e precisou aliviar a pressão sobre o cérebro.
 
Familiares revelaram que a cirurgia de Ramon foi um sucesso e a equipe médica acompanha a evolução antes de realizar uma nova bateria de exames, que deve ser realizada amanhã.
 
Por meio das redes sociais, amigos e familiares têm prestado homenagens às vítimas e desejado pronta recuperação. Mãe e irmão de Ramón compartilharam áudio agradecendo às orações e manifestações de apoio.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%