21/12/2018 às 13h32min - Atualizada em 21/12/2018 às 13h32min

Polícia Civil prende jovem acusado matar desafeto a facadas e tiros

Midia News

Após um ano de investigações a Polícia Judiciária Civil do município de São Félix do Araguaia desvendou um homicídio ocorrido em setembro de 2017. A vítima Jonas dos Prazeres Dias, mais conhecido como “Jonas Paraense” foi morta com requintes de crueldade.

Conforme informações repassadas, três pessoas foram apontadas como executores da vítima, o qual tinha inúmeras passagens policiais o que acabou dificultando as investigações em relação ao assassinato.

Após dezenas de oitivas e interrogatórios e por meio de outros métodos de investigação, a Delegacia de São Félix do Araguaia esclareceu que o crime foi planejado e executado a sangue frio por três jovens residentes no município.

O homicídio ocorreu em uma estrada que dá acesso para o município de Novo Santo Antônio, conhecida por “aterrinho”. A vítima foi encontrada às margens da estrada com apenas roupa íntima. O corpo havia 13 sinais de perfuração de faca, além de disparos de arma de fogo.

Durante as investigações, a Polícia Civil apurou que a vítima estaria acompanhada de um amigo no momento em que encontrou com os acusados no local do fato, onde negociariam a aquisição de entorpecentes. Ficou esclarecido que a vítima foi atraída para o local do crime.

Jonas “Paraense” ainda tentou fugir do local, mas foi alcançado pelos acusados que desferiram mais golpes de "faca", dispensando o corpo da vítima em uma mata. Os acusados ainda atearam fogo na mata com o intuito de ocultar as provas, o que atrasou a conclusão da investigação.

Foi cumprido um mandado de prisão nesta segunda-feira, (17), contra um dos assassinos identificado como Naomã Silva Carmo Costa, 21 anos. Os comparsas T. S. O. B. e L. F. R. P., ambos com 17 anos de idade à época dos fatos, responderão pelo crime em liberdade.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%