14/12/2018 às 07h10min - Atualizada em 14/12/2018 às 07h10min

Idosos do Araguaia podem estar sendo vítimas de fraude em empréstimos bancários, diz defensor

Os primeiros casos suspeitos de fraudes surgiram na cidade de Nova Xavantina, a 150 km de Barra do Garças

Ézio Garcia, Sintonia News / NX1
Araguaia Notícia
Idosos de Nova Xavantina e região e talvez de todo o Brasil,  podem estar sendo vítimas de fraude em empréstimos bancários, disse na noite desta quarta feira, 12, o Defensor Público na área Cível da Comarca de NX, Dr. Eduardo Silveira Ladeira.

Em entrevista jornalista Ezio Garcia - SN, o Defensor afirmou que são vários os casos em que representou em Juízo contra bancos por empréstimos que Idosos afirmam não ter contratados.

Segundo ele, os bancos apresentam os contratos, mas com assinatura falsa do contratante. “Teve um caso que eu mostrei detalhadamente, usando vários recursos e comparando com a assinatura real, que não era da pessoa tomadora do empréstimo”.

VÁRIOS CASOS

Dr. Eduardo ponderou que se fosse apenas um ou dois casos de Idosos que afirmam não ter assinado qualquer contrato bancário, poderia se julgar que fosse problema de esquecimento próprio da idade, mas segundo ele não é caso.

“Tem um processo em Nova Xavantina, em que entramos com ação contra quatro bancos, sendo que só num deles havia dez contratos de empréstimos sendo descontados. Conseguimos através de decisão liminar suspender as cobranças, mas é só uma liminar, o processo está em andamento” disse o Defensor.

Para ele,  pode ter alguém ou grupo de pessoas que estejam “montando” contratos com assinaturas falsas e encaminhando aos bancos. Estes, por sua vez, segundo o Defensor, “não tem pressa em resolver o caso, pois se beneficiam com a demora da Justiça enquanto os descontos estão sendo efetuados”.

Na entrevista Dr. Eduardo disse que poderá encaminhar a denúncia ao Ministério Público e a Polícia Civil de Nova Xavantina para investigação criminal.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%