23/11/2018 às 06h37min - Atualizada em 23/11/2018 às 06h37min

Venha conhecer o Peru e conheça os 10 melhores restaurantes de Lima nestas férias

Araguaia Notícia
Carolina Glogovchan / Conversion

Além de ser um destino reconhecido mundialmente por sua história, natureza e cultura, o Peru também propõe um roteiro pelo mundo gastronômico capaz de atrair qualquer viajante. Sua cozinha não é apenas uma das melhores da América Latina (dez restaurantes integram a lista dos 50 Melhores da América Latina da revista britânica Restaurant), mas também é referência a nível global de multiculturalidade, qualidade e variedade de pratos.
 
Em maio, o Peru foi premiado pelo sexto ano seguido como "Melhor Destino Gastronômico do Mundo" pelo World Travel Awards em relação a 2017, aumentando ainda mais as vendas de passagens aéreas e as lotações dos hotéis da cidade.
 
O fenômeno da gastronomia peruana se explica por sua quantidade diversa de produtos da terra e do mar, e é por isso que o país andino -- e, em especial, sua capital, Lima, oferece tantas especialidades e cozinhas tradicionais, além de restaurantes premiados a nível mundial.
 
No mês passado, o jornal argentino Clarín, publicou uma lista com os dez restaurantes que nenhum visitante pode deixar de conhecer na cidade. A maioria das indicações do jornal está no bairro de Miraflores, famoso também pelos livros do escritor vencedor do Prêmio Nobel de Literatura de 2010, Mario Vargas Llosa. A seguir, a lista da publicação:
 
Central
A estrela mais brilhante do universo culinário do Peru, premiado como o segundo melhor restaurante da América Latina e o quinto do mundo pela sua cozinha de autoria própria a cargo dos chefs Virgilio Martínez e Pía León. A filosofia recupera a tradição pré-colombiana de intercâmbio entre as comunidades da costa, das montanhas e da selva, com ingredientes provenientes do nível do mar -- como peixes e mariscos -- até de 3,5 mil metros de altitude.
 
No menu se destacam as vieiras temperadas e transformadas em casca com textura de merengue, enquanto os pratos são acompanhados com uma seleção de batatas peruanas adornadas com muña, uma espécie de hortelã andina, e aparas de alpaca -- também um animal típico dos andes.
 
O Central fica em Miraflores, um bairro que carrega consigo um conjunto de símbolos da história peruana: na região, viveram alguns dos primeiros indígenas da cultura lima, séculos antes da invasão espanhola, assim como foi ali que aconteceu a chamada Batalha de Miraflores, em 1881, onde as forças armadas chilenas venceram os soldados peruanos e invadiram Lima na Guerra do Pacífico, no final do século 19.
 
Maido
Número um da cozinha latino-americana e oitavo a nível mundial, é reconhecido principalmente pela fusão da comida japonesa com a peruana feita pelo chef Mitsuharu Tsumura. Ele sabe como poucos os tesouros secretos das tradição do Japão e soube administrá-los com os sabores tipicamente peruanos. O estabelecimento ainda oferece a Experiência Nikkei, composta de 13 etapas e que dura duas horas e meia provando os pratos da casa.
 
Osso
O restaurante liderado por Renzo Garibaldi é um dos lugares recomendados pelo Clarín para provar carnes em Lima. Inicialmente uma churrascaria, foi considerada em pouco tempo a melhor "carne de luxo" do Peru. Antes de ser um restaurante, Garibaldi convidada seus amigos para comer sua carne em um espaço privado onde, por muitas vezes, surpreendia os presentes com pedaços que estavam envelhecidos há um ano.
 
Com as enzimas desfazendo a carne e criando camadas complexas de sabor, logo foi atraindo estranhos interessados na experiência. Hoje, além de estar sempre entre os 50 melhores estabelecimentos gastronômicos da América Latina, possui duas filiais: uma no luxuoso bairro de San Isidro e outra em La Molina, no alto da cidade.
 
Isolina
Baseado em receitas limeñas tradicionais, o menu montado pelo chef José del Castillo propõe um roteiro culinário de luxo pela cozinha caseira da região. Batizado de Isolina em homenagem à sua mãe, o casarão antigo no bairro de Barrancas, outra atração à parte, sedia um restaurante que prima pela representação da cozinha criolla de Lima, como um pão crocante com ovos, uma costelinha de porco à la chorrillana acompanhada de um cremoso pepián de choclo, o fígado acebolado, o omelete com cérebro, o cau cau e rins com vinho tinto, além dos tradicionais ceviches.
 
Até pouco tempo, Barrancas era conhecido pelos bares, baladas, teatros e cinemas, mas passou a atrair gente também durante o dia com cafés, lojas e galerias de arte. A maioria dos clientes elogia o estilo acolhedor do restaurante, mas os pratos também deixam a fila de reservas lotada diariamente.
 
Amaz
O referente por excelência do Amaz é a cozinha amazônia. Com um amplo conhecimento da região e um foco particular nos ingredientes frescos e tradicionais do bosque, o chef Pedro Miguel Schiaffino coloca seu toque silvestre a pratos como o ceviche, o taco e a carne. Até o menu de bebidas oferece uma interessante variedade de frutas raras e desconhecidas da dispensa amazônica, o que também o torna um dos preferidos do continente por publicações internacionais.
 
Fiesta
Localizado em Miraflores e a cargo do chef Héctor Solís, o Fiesta é o maior representante da cozinha do Norte do Peru, que permitiu a ele elevar a comida de sua cidade, Chiclayo, à grande cozinha gourmet mundial. O arroz com pato à chiclayana, o chiringuito e o engrossado são as especialidades da casa, que leva esse nome por causa da união familiar e o clima festivo que caracterizava sua casa quando ele era criança.
  
La Mar
Reconhecido mundialmente por sua cozinha de peixes e mariscos, o La Mar propõe um criativo repertório de ceviches a cargo do chef Andrés Rodríguez -- súdito do império gastronômico de Gastón Acurio, dono de vários restaurantes de Lima. Os ceviches extravagantes da casa, como os feitos com polvo, ouriço do mar, camarões, caranguejo, areia fundida e abacate são os pratos mais pedidos.
 
Wa Lok
Destacado como o melhor expoente da comida chino-peruana, o Wa Lok se apresenta ao público como um restaurante oriental com uma grande variedade de pratos em 15 categorias distintas. Reúne uma mescla culinária entre a comida chinesa e a vasta tradição do Peru, que encantou clientes e especialistas nos últimos anos. Entre os pratos mais famosos estão o chi jau kay, as costelas ao vinagre e o macarrão com carne ao curry.
 
El rincón que no conoces
Ícone da cozinha afro-peruana e destacado pela sua comida criolla tradicional, o restaurante foi fundado pela famosa chef Teresa Izquierdo -- hoje, é dirigido pela sua filha, Elena Izquierdo -- e inclui uma grande quantidade de carnes que variam a cada dia. No final, há cerca de 30 pratos diferentes no cardápio entre entradas, menus principais e sobremesas.
 
Veda
"Cozinha com filosofia", diz o chef Percy García, do Veda, também em Miraflores. Sua ideia é cozinhar sem açúcar, glúten, lactose ou alimentos de procedência animal. No entanto, há o desafio de também não perder o reconhecido tempero peruano. O resultado: só indo para descobrir.
 
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »