14/11/2018 às 10h22min - Atualizada em 14/11/2018 às 10h22min

Talento puro: morre professor que escreveu 50 livros, José Ângelo Rizzo aos 87 anos

Aos 87 anos, pesquisador não resistiu a uma infecção pulmonar. Ele desenvolveu pesquisas sobre plantas medicinais e a flora de Goiás e Tocantins.

G1 GO
Araguaia Notícia
Autor de cerca de 50 livros, o professor emérito da Universidade Federal de Goiás (UFG) José Ângelo Rizzo morreu, no sábado (10), aos 87 anos de idade, em Goiânia. Segundo familiares, ele estava há 10 dias internado e não resistiu a complicações de uma infeção pulmonar.
 
Nascido na cidade de Goiás, Rizzo era biólogo e formado em farmácia e história natural. Ele desenvolveu pesquisas sobre plantas medicinais e a flora de Goiás e Tocantins.
 
De acordo com a UFG, o professor está entre os fundadores do herbário da instituição, do Jardim Botânico de Goiânia e da reserva biológica Serra Dourada. A universidade informou ainda que ele participou da criação da Sociedade de Defesa dos Recursos Naturais (Sodema).
 
As pesquisas e trabalhos publicados proporcionaram uma série de homenagens Rizzo. Inclusive, o nome do professor batizou três espécies de plantas: Lophophytum rizzoi, Tassadia rizzoania e Pilosocereus rizzoianus.
 
De acordo com a filha Márcia Roriz Rizzo, José Ângelo deixou de frequentar a UFG há dois anos, devido ao mal de Parkinson. “Ele estava lúcido, sempre conversava sobre os livros dele”, contou.
 
O corpo do professor foi enterrado, no sábado, no Cemitério Parque Memorial, em Goiânia. Rizzo deixa a mulher, sete filhos, nove netos e cinco bisnetos.
 
A UFG publicou uma nota de pesar sobre a morte do professor. “À família, amigos, alunos e professores, os mais profundos sentimentos de toda a comunidade universitária”, cita a mensagem.
Notícias Relacionadas »
Comentários »