13/06/2013 às 10h48min - Atualizada em 13/06/2013 às 10h48min

Ex-vereador é condenado a 12 anos por estupro de vulnerável

Olhar Direto
Portal 21 / PAN

O ex-vereador de Confresa, José Francisco de Assis, o Assis do PT, foi condenado a 12 anos e 5 meses e 10 dias de prisão pelo crime de estupro de vulnerável numa agrovila do município de Confresa. O crime foi denunciado pela mãe da menina que descobriu que o ex-parlamentar mantinha relação com a filha dela que tinha 12 anos. Os abusos teriam começam quando a menina tinha dez anos.

O fato aconteceu na agrovila Três Flechas. A mãe diz que percebeu o fato pelos movimentos que ela ouvia do quarto da adolescente no momento que o vereador visitava o assentamento. A menina admitiu o crime e disse que começou a ter relacionamento Assis quando estava com dez anos.

Quando foi denunciado pelo crime de estupro, Assis renunciou ao mandato de vereador e desistiu da política. A Câmara Municipal de Confresa chegou abrir procedimento para cassá-lo. Como tinha bons antecedentes naquela época, ex-vereador que era réu primário terá dois meses para conseguir um recurso em outra instância caso contrário será fechado. Ele já disse que vai recorrer da sentença.

Uma equipe de TV local que acompanhava o julgamento foi ameaçada via celular por parentes do ex-vereador. O advogado da vítima, Jabis Fonseca, acredita que houve justiça e espera que passado o prazo processual o ex-vereador realmente seja preso. (Com informações do Olhar 21 - PAN)  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%