12/11/2018 às 14h12min - Atualizada em 12/11/2018 às 14h12min

Advogada é presa por desligar tornozeleira eletrônica para ir à academia em MT

Ela tem condenação por crime de sonegação de objeto de valor probatório. Segundo a decisão, a advogada estava fora de casa nos finais de semana, feriados e nos dias úteis após o horário permitido.

G1 MT
Araguaia Notícia
Reprodução / Ilustrativa
Condenada por crime durante um processo, uma advogada foi presa em Mirassol d'Oeste, a 329 km de Cuiabá, por desligar e descumprir regras para o uso de tornozeleira eletrônica. Segundo a determinação judicial, a advogada – que não teve a identidade divulgada, deixava a residência dela fora do horário permitido para ir à academia.

O mandado de prisão contra a advogada foi expedido pela 3ª Vara Criminal de Mirassol d'Oeste e cumprido no sábado (10).

Segundo a Polícia Civil, a advogada foi condenada por crime de sonegação de objeto de valor probatório, quando um documento ou objeto usados como prova em um processo são inutilizados ou não são restituídos à Justiça.

Entretanto, ela deixou de cumprir as regras para o uso o equipamento eletrônico.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), a advogada estava fora de casa nos finais de semana, feriados e nos dias úteis após o horário permitido.

“A apenada continuou a se ausentar de sua residência nos horários vedados, inclusive, para frequentar academia, o que caracteriza verdadeira afronta ao Poder Judiciário, porquanto demonstra não estar preocupada com as consequências de suas transgressões”, diz trecho da decisão.
Notícias Relacionadas »
Comentários »