11/06/2013 às 13h20min - Atualizada em 11/06/2013 às 13h20min

Jornalistas de Barra do Garças lamentam morte de Coutinho

Olhar Direto
Olhar Direto

Jornalistas e comunicadores de Barra do Garças, 503 km de Cuiabá, também estão tristes com a morte prematura de Marcos Coutinho, fundador e diretor do Olhar Direto. O secretário de Comunicação de Barra do Garças, jornalista Vander Lima, que já trabalhou no Grupo Gazeta em Cuiabá, enfatizou que imprensa mato-grossense perdeu um dos seus melhores profissionais.

“Ele conseguiu consolidar o site Olhar Direto graças sua dedicação a notícia, uma das metas de qualquer profissional”, ressaltou Vander. O jornalista Francis Amorim, do Diário de Cuiabá, Rdnews, trabalhou quatro meses no Olhar Direto convidado por Marcos Coutinhho durante o período eleitoral de 2012. “Eu aprendi muito com ele nesse tempo e passei admirá-lo pela persistência na apuração das notícias”, acrescentou Francis.

A jornalista Clênia Lima, da TV Cidade/Record e Rádio Difusora, se revelou pesarosa com a morte de Coutinho. “A gente que trabalha com rádio tem que sempre dar uma olhadinha no site Olhar Direto e aspecto que eu destaco no trabalho do Coutinho foi à preocupação dele em destacar o interior do estado”, completou.

O repórter de Barra com contato com Marcos Coutinho nos últimos anos é o repórter Ronaldo Couto, correspondente do Olhar Direto há quatro anos. Entristecido com a notícia da morte de Coutinho, ele seguiu domingo à noite para acompanhar em Cuiabá o enterro do colega segunda-feira (10).

“Eu conheci o Coutinho em 1997 quando entrei no jornal A Gazeta como correspondente e ele era editor de política e sempre conversávamos sobre pautas e recebi vários orientações dele sobre critérios de noticiabilidade no que diz respeito apuração e preparo do texto. Tudo que ele me ensinou me ajudou no aperfeiçoamento do meu texto”, conta Ronaldo. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.4%
1.4%