05/11/2018 às 22h13min - Atualizada em 05/11/2018 às 22h13min

Vereador registra queixa após ser afrontado por funcionáro da Câmara de Aragarças que o chamou para porrada

Araguaia Notícia


Mais uma polêmica durante sessão do legislativo de Aragarças-GO, na divisa com Mato Grosso, na noite de segunda-feira (5/11). O vereador Nego Leão procurou a polícia para registrar queixa de uma suposta agressão verbal e tentativa de agressão física cujo autor seria o diretor do legislativo, Maurício Costa, funcionário da Câmara Municipal.

O fato aconteceu durante um bate-boca. O vereador explica que foi agredido verbalmente por Maurício que ainda o chamou para porrada. A polêmica surgiu durante discussão sobre abertura ou não de uma CPI solicitada pela oposição para acompanhar a aplicação do recurso da prefeitura com a mídia.

Nego Leão diz que o pedido de CPI não faz sentido porque a gestão do prefeito José Elias está gastando bem menos do que gastou o ex-prefeito Aurélio Mendes. “Os números estão aí e a população percebe que a oposição tenta inviabiliza a administração José Elias. Na gestão do Aurélio, se gastou muito mais com a mídia e a oposição que na época apoiava  o ex-prefeito não fez nenhum questionamento”.

Nego Leão criticou também a postura do diretor Maurício Costa. “Ele se demonstrou uma pessoa desequilibrada que tentou me agredir e foi contido pelos colegas Regina e Plinio. Funcionário da Câmara não pode agredir quem quer que seja durante uma sessão”, frisou o parlamentar que achou por bem registrar uma ocorrência.

Veja a entrevista de Nego Leão a imprensa no encerramento da sessão.
Notícias Relacionadas »
Comentários »