02/07/2011 às 16h28min - Atualizada em 02/07/2011 às 16h28min

Defensoria assina convênio com faculdade para agilizar atendimento

Olhar Direto
A Semana

Já está funcionando o núcleo de práticas jurídicas de Barra do Garças, 509 km de Cuiabá, criado para oferecer assessoria jurídica gratuitamente à população de baixa renda. A proposta é inédita em Mato Grosso e surgiu numa parceira da Defensoria Pública do município e a Faculdade Cathedral.

Os acadêmicos do 8º semestre em diante do curso de Direito, devidamente identificados com a carteirinha de estagiário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), farão a triagem encaminhamento de alguns processos para desafogar o atendimento da Defensoria.

O convenio foi assinado, no final do mês de junho, pelo diretor da faculdade Sandro Saggin e a defensora pública Lindalva de Fátima Ramos para que os acadêmicos devidamente identificados cooperem na análise e montagem de algumas ações que serão encaminhadas para o Fórum. “Essa parceria vai agilizar o atendimento da Defensoria”, frisou Lindalva.

Por outro lado, o diretor Sandro acredita que a universidade vai cumprir o seu papel social ao auxiliar no atendimento da população e oferecendo um estágio de nível para os alunos que estão concluindo o curso de Direito na Barra. A Cathedral tem hoje 800 alunos em dezenove turmas.

A Defensoria de Barra enfrenta hoje uma sobrecarga de 1.200 processos por mês e atende hoje mais de 30 municípios da região do Vale do Araguaia para quatro defensores somente. Um número muito restrito para tanto trabalho e esse convênio está vindo no momento oportuno.

SEDE ALUGADA, LONGE DO IDEAL

A Defensoria Pública de Barra do Garças já está atendendo numa sede ampliada onde funcionava o Hospital Santa Júlia próximo à prefeitura de Barra do Garças. Porém longe do ideal que seria uma sede própria e ampliada cujo sonho está adiado porque a prefeitura revogou em 2009 a doação de um terreno doado em 2008 e desmembrou a área diminuindo o tamanho do terreno. Fato que prejudicou o projeto original e adiou a construção da sede.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.9%
23.7%
1.3%