29/05/2013 às 12h41min - Atualizada em 29/05/2013 às 12h41min

Ladrões barbarizam casal de idosos durante assalto em chácara em Mato Grosso

Olhar Direto
Olhar Direto

Quatro assaltantes encapuzados invadiram uma residência e roubaram um casal de idosos em Barra do Garças na noite de segunda-feira (27) usando de pressão psicológica contra as vítimas que informaram que não viram armas com os elementos. A todo instante perguntando onde estava o dinheiro e joias, os ladrões dominaram o aposentado de 74 anos e a esposa dele de 67 anos que moram numa chácara no Jardim Nova Barra.

A senhora foi empurrada e depois arrastada da sala até a dispensa da casa onde foi amarrada numa cadeira e o esposo em outra. Enquanto a quadrilha subtraia uma moto Titan vermelha, R$ 824,00 em dinheiro e um cartão da Caixa Economica Federal pertencentes ao casal.

Passado um tempo, os idosos percebendo que os bandidos já tinham deixado a residência, conseguiram se libertar e pediram socorro. A senhora relatou que ficou medo de morrer e a todo momento pedia para os ladrões não a machucarem. "Eles queriam que eu deitasse no chão mas eu tenho problema na coluna e orei muito pedindo para eles não matarem a gente”, relembra a dona-de-casa.

Esse não é o primeiro assalto com violência em Barra do Garças nos últimos dias. Na semana passada, dois individuos roubaram uma joalheria enfrente a Câmara Municipal na rua Mato Grosso onde efetuaram dois tiros e levaram jóias. A audácia dos bandidos chamou atenção porque há menos de 600 metros fica a delegacia e no mesmo quarteirão tinha uma viatura da Polícia Mlitar.

Mesmo com mais esse crime, os coronéis da PM Eddie Metelo e Paulo Costa afirmam que não existe motivo para pânico e não consideram que existe uma onda de roubos na Barra. Na planilha, apresentada pelo comando, foram registradas no mês maio de 2013: quatro ocorrências de roubo a estabelecimento comercial; uma a residência e três contra pessoa. No mesmo período de maio de 2011, foram oito ocorrências.

Os coronéis reclamam que a polícia está atuando prendendo os bandidos, porém as brechas na legislação acabam favorecendo a impunidade com a volta dos marginais para as ruas. Segundo eles, essa suposta 'impunidade' aos ladrões faz aumentar a violência no município. Paulo e Eddie citaram o caso do roubo de uma drogaria onde a filmagem identifica uma pessoa que estava supostamente com os ladrões e poderia ajudar a elucidar o crime, todavia a Polícia Civil não solicitou a apresentação desta pessoa na delegacia. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.5%
1.4%