31/08/2018 às 07h15min - Atualizada em 31/08/2018 às 07h15min

Polícia prende integrantes de facção criminosa acusados de assassinarem garota em Nova Xavantina

Thainara foi executada com quatro tiros e os acusados do crime os irmãos Denilson e Deivison foram presos em Rondonópolis

Assessoria PJC - MT
Araguaia Notícia
Durante diligencias em Rondonópolis, a polícia prendeu três suspeitos de participarem de facção criminosa em Mato Grosso. Eles estavam com armas e um veículo roubado.
 
Foram presos Marcos Paulo Gomes da Silva, 23, conhecido como “Maninho”, e os irmãos Denilson Leite da Silva, 23, o “Nilsinho” e Deivison Leite da Silva, 19, que foram autuados em flagrante pelos crimes de posse ou porte irregular de arma de fogo de uso restrito ou proibido e associação criminosa.

Todos os suspeitos possuem extensa ficha criminal. Os irmãos, Denilson e Deivison, estavam com os mandados de prisão em aberto por homicídio da garota Thainara Aline Oliveira Silva, ocorrido na cidade de Nova Xavantina. Crime praticado no dia 14 de julho deste ano com 4 tiros contra a vítima.

Com o trio, foi apreendido um veículo Fiat Palio com registro de roubo no município de Pedra Preta e o documento CRLV do automóvel apresentado pelos suspeitos era falso.
Durante as investigações, os policiais da Derf conseguiram identificar uma quitinete no bairro Jardim Reis, apontada como esconderijo dos suspeitos. Após certo tempo de vigilância, os investigadores lograram êxito em abordar o trio, quando chegavam no veículo Fiat Palio. No momento da abordagem, cada um dos suspeitos estava em poder de uma arma de fogo, semiautomáticas de calibre 9 milímetros.

Na quitinete, foi apreendida uma sacola contento diversas munições de 9 milímetros. Em checagem do Fiat Palio foi verificado que a placa não condizia com a numeração do chassi, sendo constatado se tratar de veículo roubado em Pedra Preta, no mês de junho.

Na residência do envolvido Marcos Paulo, foram localizados vários objetos provenientes de roubo à residência, como notebook, jogo de chave de fendas, lanternas, sanduicheira, garrafas de vinho, bolsas femininas, máquina fotográfica, entre outros produtos.

Diante dos fatos os três jovens foram conduzidos à Derf, interrogados e autuados em flagrante delito por posse ou porte irregular de arma de fogo de uso restrito ou proibido e associação criminosa. Bem como dado cumprimento aos mandados judiciais de prisão contra Denilson e Deivison.

As prisões foram realizadas com apoio das equipes do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Água Boa, Diretoria de Inteligência e Delegacia de Nova Xavantina.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%