23/08/2018 às 16h30min - Atualizada em 23/08/2018 às 16h30min

Armados com fuzis, ladrões de banco levam terror a cidade de MT

Midia News
Pelo menos 17 bandidos, todos fortemente armados, atacaram duas agências bancárias e explodiram cofres e caixas eletrônicos na madrugada desta quinta-feira (23), em Denise (208 km de Cuiabá).

 

Os alvos da quadrilha foram agências do Banco do Brasil e do Bradesco, que são localizadas uma ao lado da outra.

 

Segundo a Polícia Militar, os ladrões agiram sem qualquer inibição e ainda fizeram reféns durante o roubo, usando-os como escudo humano para entrar nas agências. Porém, após o cerco policial, as vítimas foram liberadas pelos grupos.

 

Em imagens divulgadas pela PM, é possível ver que os criminosos estavam com o rosto coberto com capuz e armados com marretas.

Após quebrarem os vidros da entrada, os ladrões invadiram o banco e, em seguida, explodiram os caixas eletrônicos que ficam na entrada.

Conforme a PM, a quadrilha estava em mais de dois carros dando apoio e usava rádios comunicadores para trocar informações.

Após o roubo, os criminosos conseguiram fugir. Na fuga, uma equipe da PM localizou e acompanhou parte da quadrilha em uma região rural do município.

Os suspeitos iniciaram um confronto com a equipe, abandonaram o carro que estavam e seguiram pela mata de difícil acesso. Apesar do susto, ninguém se feriu.

Equipes do Bope (Batalhão de Operações Especiais) foram acionadas para ajudar na captura do grupo, além de ter sido pedido reforço para policiais de cidades vizinhas (Nova Mutum,Arenápolis,Santo Afonso, Diamantino).

Dois dos veículos usados pelo bando foram abandonados próximo a Barra do Bugres. Até o momento nenhum suspeito foi preso.

Ainda não se sabe quanto os bandidos levaram na ação. 

Com apoio também das tropas da região, barreiras estão montadas nas principais vias de acesso e saída do município.

Até o momento nenhum integrante do grupo foi encontrado.

Material explosivo foi deixado ‘acionado’ dentro das agências, uma equipe do Bope realizou a remoção da carga.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%