20/08/2018 às 11h06min - Atualizada em 20/08/2018 às 11h06min

Estudante de medicina de MT é assassinada a facadas no Paraguai

A polícia fala em dois suspeitos do crime: um eletricista e um rapaz que estaria num Pálio Preto

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
Foi assassinada na madrugada de segunda-feira (20/8) na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, a jovem Erika de Lima Corte, 29 anos, morta a facadas. Ela cursava medicina naquele país. Erika é filha do ex-prefeito de Pontal do Araguaia, Raniel Corte. O corpo dela foi encontrado dentro do apartamento que residia pela colega de faculdade. 

O site Araguaia Notícia apurou que Erika foi assassinada na cozinha e teve o corpo arrastado para o quarto e o rosto coberto com um pano branco. A amiga disse desconhecer a circunstancia do assassinato mesmo porque não estava no local do ocorrido.

A Diretoria da Polícia do Departamento de Amambay Comisario Primera Barrio Mcal registrou a ocorrência e iniciou a investigação que chegou a prisão de um eletricista paraguaio. Segundo informações, este homem teria feito o serviço na casa da jovem e teria ficado 'encutido' pela brasileira. Erika foi encontrada deitada no piso sem sinais de vida, em decúbito dorsal, com a maioria das facadas na altura do pescoço e duas no tórax, ao todo foram 17 facadas. A faca e o celular dela foram levados do local.

Erika era natural de Pontal do Araguaia filha do ex-prefeito de Pontal Raniel Corte e da ex-secretária Marleide.Ela estava no segundo ano do curso de medicina. O pai de Erika, Raniel Corte, está no Paraguai providencia o traslado do corpo e acompanhando também as investigações. 

Atualizada!!!
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%