18/08/2018 às 16h49min - Atualizada em 18/08/2018 às 16h49min

Polícia retira placas de propaganda de casas de prostituição

As Políicas Civil e Militar estão retirando e apreendendo placas publicitárias de casas de prostituição no município de Caiapônia-GO, fato que está sendo bastante elogiado pela sociedade local

Araguaia Notícia
Assessoria / PJC - GO

PM-GO / PJC-GO
Ao longo das últimas semanas, por determinação do Tenente Dayan Gomes, comandante da 3ª CDPM de Caiapônia-GO, equipes da Polícia Militar estão realizando a retirada e a apreensão de toda e qualquer placa indicativa de casas de prostituição desativadas ou ainda existentes no município.

Tal medida, busca reforçar o trabalho que as Polícias Civil e Militar têm feito no município no sentido de combater crimes relacionados à exploração sexual.

Para o comandante da Polícia Militar local, as forças policiais da cidade não irão tolerar a abertura e a manutenção de prostíbulos, não só diante dos crimes relacionados à exploração sexual, como também diante da contribuição desses locais na elevação dos índices de criminalidade, sobretudo quanto ao tráfico de drogas e da presença constante de criminosos e de foragidos da Justiça nesses ambientes

Para o Delegado Marlon Souza Luz, titular da Delegacia de Caiapônia, a iniciativa da Polícia Militar reforça as ações de combate à essa modalidade criminosa, que há décadas contava com a conivência e até o apoio de autoridades locais.

O Delegado Marlon Luz afirmou também, que das cerca de oito casas de prostituição até então existentes na cidade, três restantes ainda serão fechadas no mês de agosto de 2018.

Relembre as ações realizadas em combate à exploração sexual:

Novembro de 2017 

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DE CAIAPÔNIA-GO RETOMAM AÇÕES DE COMBATE À EXPLORAÇÃO SEXUAL

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto
A imagem pode conter: carro


Na madrugada desta sexta-feira (17/11/2017), as Polícias Civil e Militar (GPT) de Caiapônia-GO, em mais uma ação conjunta, retomaram ações de combate à exploração sexual no município.

Na oportunidade foi fechada a Casa de Prostituição denominada AeroSexy (Sua Casa de Prazer!!!) e realizada a prisão em flagrante dos proprietários, o casal JOCIMAR ANTÔNIO DE OLIVEIRA e GHEISA DE SOUSA OLIVEIRA, sendo ambos autuados pelos crimes de Favorecimento à Prostituição (art. 228 do CP) e por Casa de Prostituição (art. 229 do CP), além do crime de Corrupção de menores (art. 244-B do ECA), tendo em vista que mantinham como gerente do prostíbulo uma menor de idade.

Durante as diligências foi constatado que os autores agenciavam mulheres de outros municípios para a prostituição, mantendo todas elas sob a administração do casal, que auferia vantagem financeira com a atividade.

Foram apreendidos centenas de folhetos publicitários do prostíbulo e cartões de apresentação que reportavam nitidamente a atividade de prostituição no local, além de cadernos de contabilidade e controle das atividades das garotas de programa.

Segundo o Delegado Marlon Souza Luz, responsável pelas ações, os exploradores não estão acreditando no compromisso da Polícia Civil de Caiapônia em fechar todos os locais de exploração sexual, sobretudo os que utilizam adolescentes como garotas de programa, o que pode resultar inclusive na prisão dos clientes dessas menores.

Ainda segundo o Delegado Marlon, na maioria das cidades do país, os locais de exploração sexual têm contado com a conivência das autoridades e com a proteção de policiais, o que facilita a atividade dos exploradores e até mesmo o tráfico humano, contexto esse que não será tolerado em sua circunscrição policial.

Fonte: DP de Caiapônia-GO.


Agosto de 2017 

POLÍCIAS CIVIL E MILITAR DE CAIAPÔNIA-GO INICIAM AÇÕES DE COMBATE A EXPLORAÇÃO SEXUAL.


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, noite e atividades ao ar livre

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Na noite da última segunda-feira (07/08/2017), as Polícias Civil e Militar de Caiapônia-GO, após uma série de denúncias iniciaram ações de combate a exploração sexual, com o fechamento de locais utilizados como pontos de prostituição, além de realizarem a prisão de aliciadores e de proprietários dos estabelecimentos.

O primeiro local fechado pelas equipes foi o Bar Altas Horas, vulgarmente conhecido como "Bar do Nego Caolho", cujo proprietário, FRANCISO PAULA DA SILVA, de 63 anos, foi preso em flagrante pelo crime de Favorecimento a prostituição (art. 228 do Código Penal). "Nego Caolho", como é conhecido, mantinha sob sua administração 13 quartos aos fundos do estabelecimento, ficando com um parcela dos valores arrecadados nos programas realizados por um travesti e por seis mulheres encontradas no local.

Ao chegarem no referido bar, as equipes encontraram vários clientes aguardando os programas. Foram checados os antecedentes de todos eles, sendo constatado que dois deles, com vasta folha criminal, ALVINO JOSÉ RODRIGUES FILHO e RAMON LOPES SOARES, descumpriam medidas cautelares impostas pelo juízo da comarca, quanto a proibição de frequentarem bares, prostíbulos, além da obrigação de se recolherem no período noturno.

O Delegado Marlon Souza Luz, titular da Delegacia de Polícia de Caiapônia-GO, destacou que todos os locais conhecidamente utilizados para a exploração sexual serão visitados, fechados e seus proprietários presos em flagrante. Destacou que esses locais têm sido utilizados como ponto de venda e uso de drogas, além da utilização de menores de idade para a prostituição. Informou também que os exploradores obrigam as garotas de programa a realizarem dezenas de relações sexuais por dia com o intuito de aumentarem os lucros, revelando que elas adquirem altas dívidas com os exploradores, sendo mantidas sob constante vigilância e controle, tendo inclusive as documentações retidas.

Fonte: DP de Caiapônia-GO

Disque-Denúncia: 197

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »