08/05/2013 às 19h58min - Atualizada em 08/05/2013 às 19h58min

Acusado de matar candidato a prefeito por motivo fútil irá a Juri

Olhar Jurídico
Olhar Direto

O vendedor Vitor Hugo Moraes Magalhães Oliveira, acusado de assassinar o empresário e candidato a prefeito de Araguaiana, Evânio Paulino Feitosa, será julgado dia 29 de maio pelo Júri Popular de Barra do Garças (503 km de Cuiabá).

O crime aconteceu dia 22 de setembro de 2008, quando faltavam treze dias para eleição. Na época, se pensou em crime político, porém as investigações mostraram que Evânio morreu porque foi separar uma briga que envolvia o acusado e o seu sobrinho.

Evânio na tentativa de socorrer o sobrinho entrou no meio da confusão e foi alvejado na altura do peito. Vitor Hugo foi preso em flagrante pela Polícia Militar, porém foi posto em liberdade, dia 20/12, alegando que agiu para defender o pai, Jovair Vitor de Oliveira, das agressões que estava sofrendo. O Ministério Público informa que Vitor e o pai estavam armados quando foram tirar satisfação com Rubens.

Vitor terá que argumentar novamente sua ação durante Júri Popular dia 29/05. O julgamento faz parte da primeira pauta do Júri de Barra de 2013 que será conduzido pelo juiz Bruno D’Oliveira Marques. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%