14/08/2018 às 07h19min - Atualizada em 14/08/2018 às 07h19min

Ex-vice-prefeita é sequestrada em Mato Grosso

Edlamá esteve no cargo até o ano de 2016; criminosos levaram dinheiro, carro e celular da política

Midia News
Araguaia Notícia
A ex-vice-prefeita de Campo Novo dos Parecis, Edlamá Batista Marques, de 52 anos, foi sequestrada e mantida refém por bandidos na noite deste domingo (12), na porta do Pronto-Socorro de Cuiabá.

Segundo consta no boletim de ocorrência, o crime aconteceu por volta de 21h, quando a mulher chegava ao local para visitar uma neta que estava internada.

Edlamá contou que, assim que desceu do carro, foi abordada por três bandidos, um deles armado. Eles então mandaram que ela entrasse novamente no veículo.

A ex-vice-prefeita então obedeceu e sentou-se no banco do passageiro, enquanto um dos criminosos assumia o volante.

Após andar algumas horas com a vítima pela rua, os bandidos exigiram que ela entregasse seus cartões de crédito e celulares, o que foi obedecido prontamente.

Em seguida, o trio passou a discutir o que iriam fazer com a ex-vice-prefeita. Como o combustível do carro estava acabando, decidiram ir para uma região de mata.

Lá a mulher foi mantida refém por um dos criminosos, enquanto os outros dois saíram para sacar dinheiro no caixa eletrônico.

Conforme o BO, Edlamá disse que, após mais ou menos duas horas, os bandidos retornaram ao local, com muita bebida dentro do veículo.

Ela contou depois disso os três bandidos decidiram abandoná-la próximo ao Pronto-Socorro.

A ex-vice-prefeita ainda contou que os criminosos ficaram com uma correspondência que continha seu endereço e a ameaçaram de morte caso contasse sobre o roubo.

A Polícia Militar foi acionada e, após ouvir o relato da vítima, fez rondas na região, mas nenhum dos bandidos foi encontrado.

Edlamá foi vice do ex-prefeito Mauro Valter Berft até o ano de 2016, quando terminou seu mandato. Ela chegou a ser nomeada prefeita interina por um mês durante as férias do titular.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%