13/08/2018 às 18h34min - Atualizada em 13/08/2018 às 18h34min

Homem que praticava caça de animais silvestres é preso em Barra do Garças com arma e mais de 230 munições

Araguaia Notícia
Policiais do Núcleo de Polícia Militar de Indianápolis, em Barra do Garças, prenderam no domingo (12.08), um homem de 37 anos, suspeito de praticar caça predatória na fazenda Vera Cruz.

Com o indivíduo foram apreendidos 45 kg de carne de animais silvestres, 229 munições intactas de calibre 22, uma espingarda cartucheira 28, cinco cartuchos calibre 28 carregados e dois deflagrados, sendo um de calibre 28 e outro de cal. 36. O proprietário da área, que não aceita o crime de caça predatória, acionou os policiais e informou que o suspeito andava armado intimidando as pessoas.

O gerente da fazenda C.F.A., autorizou a vistoria em todas as residências da fazenda. Na casa de Weslei Eterno da Silva foram encontradas um freezer cheio de carne, que seriam de caça e de gado, segundo o suspeito. Ele mesmo fez a separação das carnes congeladas e as identificou como sendo de pato do mato ( Cairina Moschata), porcão do mato )Pecari Tajacu), perdiz (Rhynchetus Rufiscens) e tatu Peba (Euphractus Sexcinctus).

Em um dos quartos foi localizada a espingarda calibre 28, com cinco cartuchos carregados do mesmo calibre, um cartucho de calibre 28 deflagrado, assim como um de calibre 32. Também um carregador de arma calibre 22 e 229 munições de calibre 22 intactas. 

Entre as vítimas ameaçadas de morte por Weslei Eterno da Silva está o carpinteiro da fazenda e sua mulher grávida de 8 meses.

Weslei foi conduzido algemado até a Central de Atendimento da PM para registro do Boletim de Ocorrência e posteriormente apresentado na 1º Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Barra do Garças,  juntamente com o material apreendido.
Notícias Relacionadas »
Comentários »