08/08/2018 às 07h01min - Atualizada em 08/08/2018 às 07h01min

Rede de Frente lança Festival de Música para estudantes de Barra do Garças

Mantendo o tema, “Meu corpo, minha voz, meu direito” esse projeto tem objetivo de envolver as crianças e adolescentes na campanha contra a violência doméstica principalmente contra mulher

Clênia Goreth
Araguaia Notícia
A Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica Contra a Mulher “Rede de Frente”  lançou nesta sexta-feira (03), em Barra do Garças, o edital da 5ª Mostra Cultural e 1ª Mostra Estudantil de Música. A  ação integra a segunda edição do projeto “Meu corpo, minha voz, meu direito”. O evento de lançamento ocorreu no Plenário do Tribunal do Júri e reuniu representantes das escolas públicas e particulares do município.

Com esta iniciativa, o Ministério Público Estadual e demais instituições parceiras pretendem fomentar a discussão sobre o fenômeno da violência contra a mulher e contra crianças e adolescentes dentro dos ambientes educacionais. A proposta é utilizar a  linguagem e os mecanismos de expressão acessíveis ao público infantojuvenil para promover a reflexão sobre a temática. O público-alvo é formado por alunos do sexto ano do Ensino Fundamental II ao 3º ano do  Ensino Médio.

De acordo com o edital, a Mostra contemplará duas categorias: apresentação individual (solo) e em dupla (dueto). Para atingir os objetivos do projeto, a iniciativa será composta por três etapas. A primeira refere-se ao período de audições; a segunda ao desenvolvimento dos participantes e a terceira a apresentação pública e premiações. Todos os cantores ou cantoras passarão por uma produção musical em estúdio para lapidação da letra autoral ou da paródia.

As inscrições para a etapa de audições serão gratuitas e deverão ser realizadas pessoalmente, no período de 10 a 12 de setembro, das 13h às 17h, na sede da Rede de Frente, no prédio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher. Poderão se inscrever escolas da rede pública municipal, estadual e federal e privada até o limite de 10 produções artísticas por escola.

Conforme o edital, os estudantes participantes deverão se ater à pertinência do tema central “Meu Corpo, Minha Voz, Meu Direito” no contexto da violência contra a mulher e contra crianças e adolescentes, sem contudo ser obrigatória a utilização da expressão “Meu corpo, minha voz, meu direito” na letra da música.

As premiações destinadas aos três primeiros colocados variam de R$ 500,00 a R$ 1.000,00. O evento de premiação ocorrerá no dia 07 de dezembro, na Arena do Porto do Baé.

COMISSÃO ORGANIZADORA: Representantes de várias instituições integram a comissão organizadora. São eles: Andrea Cristine Oliveira Costa Guirra, investigadora de Polícia lotada na Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Barra do Garças;  Augusta Prutchansky Martins Gomes Negrão Nogueira, juíza de Direito da 2ª Vara Criminal da Comarca de Barra do Garças; Cristina Rodrigues, presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA); Dyumdy Araújo Makishi, coordenador do Centro de Referência Especializado de Assistência Social; Eduardo dos Santos Vieira, psicólogo da SEJUDH-MT;  Hellen Uliam Kuriki e Luciana Rocha Abrão David, promotoras de Justiça; Plínio Marcos Barbosa Santana, do Escritório Regional de Saúde/Barra do Garças; Tathyane Domingues Moreira, analista Assistente Social das Promotorias de Justiça Barra do Garças; Patricia Pereira Wehren, assistente Social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social e Vânia Rodrigues dos Santos, superintendente de Gestão Regional
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%