18/07/2018 às 06h42min - Atualizada em 18/07/2018 às 06h42min

Consulado italiano propõe parceria com a UFMT de Barra do Garças

Convênio será para a implantação de um departamento de língua italiana no campus

Vasco Aguiar / Agência Focaia - UFMT
Araguaia Notícia
O Diretor do Departamento de Educação do Consulado Geral da Itália, Augusto Bellon, visitou na última quinta-feira (12), a Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia. O seu objetivo foi o de propor à UFMT/CUA convênio com o consulado para que seja possível a implantação de um departamento de língua italiana no campus.

De acordo com Bellon, o consulado italiano no Brasil tem a tarefa de divulgar a língua e cultura daquele país e facilitar intercâmbios entre estudantes. Como avalia, a expectativa é que com o convênio "este departamento possa ser implantado no decorrer do tempo, e que proporcione aos estudantes brasileiros uma janela de conhecimento com outra cultura”. Ele diz que “o consulado se dispõe a investir na capacitação dos professores que tenham interesse em se formar em língua italiana”.

Em relação aos prazos para que a proposta seja analisada pela instituição, o diretor acredita que depende dos envolvidos no processo. “Por parte da universidade existe uma tramitação burocrática mais longa, mas se existir um desejo comum de trabalhar e fazer as coisas acontecerem, acreditamos que possa dar certo”, avalia.

Segundo Bellon, o italiano atualmente é a quarta língua mais estudada no mundo, e para o consulado é importante difundir seu estudo, especialmente no Brasil. “Temos uma irmandade com o povo brasileiro, contribuímos para o crescimento deste país quando imigramos para cá. Existe uma uma ligação entre nossos países e podemos construir muitas coisas juntos”, conclui.

A representante da Secretária de Relações Internacionais da UFMT no Campus Araguaia, Queli Lisiane Pereira, presente na reunião com o diretor do consulado, afirma que a Secri tem total interesse no convênio proposto por Bellon. 

“No entanto, estamos aguardando o envio formal do projeto pelo consulado. A partir disto, devemos enviar esta proposta para a análise junto ao corpo docente de linguística da universidade”, pontua Lisiane.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%