05/07/2018 às 16h27min - Atualizada em 05/07/2018 às 16h27min

Prefeito José Elias participa de evento sobre Goiás na Frente

Assessoria
Araguaia Notícia
O prefeito de Aragarças, José Elias Fernandes (PROS), esteve juntamente com outros gestores em Goiânia, na quinta-feira (5/7), participando de uma prestação de contas sobre o programa Goiás na Frente antes do período eleitoral. O evento contou com a participação do governador José Eliton. Aragarças já foi contemplada neste programa com 400 mil cujo recurso será utilizado com a nova empresa convocada para assumir o serviço de recapeamento na cidade.

A solenidade de quinta foi realizada no auditório Mauro Borges, do Palácio Pedro Ludovico Teixeira, e contou com a presença do secretário de Governo, João Furtado, prefeitos e da comunidade em geral. O Goiás na Frente é executado pela Secretaria de Governo (Segov) e Secretaria de Desenvolvimento (SED).

A última entrega do Goiás na Frente aconteceu durante abertura da 65ª edição do Governo Junto de Você, na Praça Cívica dia 25 de junho. Ao todo 28 municípios receberam o cheque do governador referente a 36 convênios assinados num total de R$ 8.410.194,92.

Com isso, o governo de Goiás, por meio da Segov, atinge a marca de 282 convênios já assinados com 206 municípios goianos. Dos recursos pactuados, no valor de R$ 344,60 milhões (convênios assinados), já foram efetivamente repassados aos municípios, pelo Estado, R$ 119,25 milhões.
 
Goiás na Frente
 
O programa abrange, entre suas vertentes, convênios com os municípios goianos, que recebem recursos do governo estadual para realizarem obras urbanas, conforme definição de prioridades dos prefeitos. Considerado pioneiro no país, é o maior programa de investimentos regionais em curso no Brasil, com previsão orçamentária de mais de R$ 500 milhões.
 
É importante ressaltar que as obras e investimentos a serem realizados foram definidos pelos próprios municípios, cabendo ao governo de Goiás repassar o dinheiro, fiscalizar a correta aplicação dos recursos e acompanhar o bom andamento das obras. A obrigação da contrapartida municipal foi reduzida a simbólicos 1%.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%