27/06/2018 às 22h08min - Atualizada em 27/06/2018 às 22h08min

Cerca de 60 atropelamentos de animais são registrados nas BRs em MT nos primeiros cinco meses deste ano

Assessoria
Araguaia Notícia
Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou cerca de 60 atropelamentos de animais silvestres, em Mato Grosso. Durante o inverno, as queimadas às margens das estradas aumentam o risco de acidentes, devido à falta de visibilidade causada pela fumaça.

De acordo com a policial Daniela Coneio, em períodos de colheita nas lavouras do estado, o risco de atropelamento de animais silvestres aumenta, porque, além da redução da visibilidade, os animais atravessam mais a pista.

“No início da manhã e, principalmente à noite, é o horário em que esses animais cruzam a pista”, disse.

Entre os meses de janeiro e maio deste ano, foram registrados cerca de 60 casos de atropelamento.

Em 2017, foram notificados 169 casos, uma média de 14 acidentes a cada 30 dias.

A PRF recomenda manter a velocidade recomendada na via para evitar possíveis colisões e possibilitar uma frenagem com maior segurança do motorista.

O operador de máquinas que realizava uma viagem de Barra do Garças, até Primavera do Leste, explicou que a neblina que estava na pista o impediu de visualizar o animal silvestre que atravessava a pista e precisou fazer uma manobra brusca para evitar um acidente.

“A neblina estava muito baixa no asfalto e quando o animal foi cruzar a pista eu tive que desviar rapidamente para não bater”, contou.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%