15/06/2018 às 17h48min - Atualizada em 15/06/2018 às 17h48min

Mulher esfaqueada pelo ex-marido faz desabafo e diz que tem medo de morrer em Bom Jardim

Ela relatou passo a passo tudo que aconteceu com ela. Desde a separação, as agressões e agora a tentativa de homicídio do ex-marido. A dona de casa lutou para não morrer e mesmo assim foi atingida por duas facadas, uma no figado. Ela teve que fingir que estava morta para o ex não terminar de matá-la.

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
O delegado Ricardo Galvão confirmou no final da tarde de sexta-feira (15/6) que enviou uma equipe da Polícia Civil a cidade de Bom Jardim de Goiás para se inteirar do caso da senhora Jovenilia que foi esfaqueada pelo ex-marido e está internada em Goiânia após levar vinte pontos numa cirurgia.
 
Ela escreveu um desabafo que está circulando no Facebook onde diz que tem medo de morrer porque mesmo com medida protetiva o ex não só se aproximou mas quase lhe tirou a vida com golpes de faca. “Lutei muito com ele na esperança de escapar mais não teve jeito ele pegou uma faca e eu tentei me defender e mesmo assim conseguiu perfurar o meu abdómen atingindo o meu fígado e cortou uma veia grossa onde perdi muito sangue”.
 
No seu texto ela narra minuciosamente o drama que viveu com ex-companheiro e pergunta quando será que ele vai voltar para terminar o que começou ou seja quando será morta demonstrando todo o seu medo e descrença de que será protegida pelo estado. O delegado Ricardo Galvão disse que isso não irá acontecer. “Nós já estamos tomando as providencias para localizar o agressor e proteger a vítima que o papel da sociedade neste momento”, frisou.
 
Acompanhe o relato desta dona de casa desesperada e que merece a atenção de todas as autoridades de Bom Jardim de Goiás e região.

“Olá bom dia o meu nome é Jovenilia, mais na minha cidade todos me conhecem por Jô. Moro em Bom Jardim de Goiás. Estou lhe escrevendo para contar algo muito ruim que aconteceu comigo. Convive com um homem chamado Cleudoenes Neres de Sousa por 13 anos em meio e sofri muitas agressões físicas e verbais. Neste tempo tive com ele um casal de filhos. Sempre lutei, respeitei e trabalhei pra ajudar em casa como toda mulher honesta faz. Mas no dia 23 de junho de 2017 ele saiu pra festar e votou bêbado e me agredindo com palavras na frente dos meus filhos. Fiquei muito contrariada por ter sido perto dos meus filhos, então decidir me separar.
 
Saí de casa com os meus filhos fui morar com minha mãe, uma vez que a casa em que morávamos eu lutei muito pra conseguir financiar. Mais financiei no meu nome e mesmo assim decidi sair e deixar ele na casa por que na realidade eu só queria um pouco de paz. Mais foi aí que começou o inferno foram quase um ano de ameaças e sofrimento meu e da minha família ninguém tem mais paz. Fui na Polícia Civil de Aragarças e fiz a medida protetiva mais nem assim as ameaças pararam. Na quarta-feira, dia 13/6, por vota das 7:00 da manhã, fui levar minha filha na escola quando estava voltando pra casa pra ir pro trabalho, ele me alcançou.
 
Eu estava empurrando minha bicicleta pois era uma subida muito forte quando o Cleudoenes mais conhecido como Bola me alcançou de moto e disse que queria conversar comigo eu disse pra ele ir na minha casa à tarde mais ele queria conversar comigo era ali . Sempre observando se não vinha ninguém. Até que ele me deu uma gravata e me levou pra um mato na beira da rua. Lutei muito com ele na esperança de escapar mais não teve jeito ele pegou uma faca e eu tentei me defender e mesmo assim conseguiu perfurar o meu abdómen onde perfurou o fígado e cortou uma veia grossa onde perdi muito sangue.

Quando vi que ele já tinha me dado uma facada eu me fingi de morta e mesmo assim ele me deu outra facada perto do umbigo e montou na moto e fugiu. Quando vi que ele tinha ido embora levantei segurando os ferimentos andei uns quinhentos metros até consegui ajuda. Hoje dois dias depois estou aqui em Goiânia operada tive que passar pela UTI estou recuperando bem.

Mais aí vem a incerteza. Será quando ele vai voltar pra terminar o que ele começou? ? Ele fugiu ninguém sabe o paradeiro dele . me ajude divulgue minha história pra ver se a polícia prende esse covarde essa é a foto dele
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%