04/06/2018 às 11h08min - Atualizada em 04/06/2018 às 11h08min

PRF encerra Operação Corpus Christi com dois mortos e redução de 50% nos acidentes em Mato Grosso

Assessoria
Araguaia Notícia
A Polícia Rodoviária Federal encerrou, hoje de madrugada, a Operação Corpus Christi iniciada em todo o Brasil  na última quarta-feira de madrugada. Durante os cinco dias de operação, a PRF registrou em Mato Grosso queda de 50% no número de acidentes, sendo 19 ocorrências, ante 38 no ano passado com duas mortes.

Neste ano duas pessoas também morreram e 21 ficaram feridas (ano passado 32). Ontem, a colisão lateral entre uma motocicleta e um automóvel na BR-070, em Barra do Garças, deixou um morto. O outro foi após uma saída de pista de um veículo de carga, ontem à noite, na BR-364, em Comodoro.

Ao todo, 808 autos de infração e 25 boletins de ocorrência foram lavrados. Desse total, 767 testes do etilômetros foram aplicados. Por alcoolemia ao volante, 23 condutores foram multados e 5 foram detidos por apresentarem concentração superior a 0,34 mg/l de álcool, o que é considerado crime pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). 45 motoristas foram flagrados sem o cinto de segurança e outros 22 conduzindo passageiros sem o equipamento. 11 autos foram lavrados porque crianças estavam sendo transportados sem a cadeirinha.

Ainda segundo a assessoria da PRF, os policiais flagraram 127 motoristas realizando ultrapassagens indevidas e os radares registraram outros 327 veículos transitando em velocidade superior a estabelecida pela sinalização.

As primeiras horas da operação foram marcadas pela desmobilização dos últimos pontos de manifestação dos caminhoneiros no Estado. Ainda durante a madrugada, a PRF, com o apoio BR-163, liberou o tráfego para todos os veículos nos trechos em que ainda havia a presença dos manifestantes em Lucas do Rio Verde, Guarantã do Norte e Matupá.

A operação contou com os policias da escala, além de quatro equipes extras que se revezaram durante todo o período. O policiamento ostensivo preventivo e as fiscalizações foram intensificados em locais e horários de maior incidência de acidentes graves e de criminalidade, de acordo com as estatísticas, para garantir aos usuários das rodovias federais segurança, conforto e fluidez do trânsito.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%