17/05/2018 às 13h58min - Atualizada em 17/05/2018 às 13h58min

Funeral tem oração de presos, funk e promessa de vingança

Midia News
Vídeos com detentos rezando dentro de um presídio e de um cortejo realizado com fogos e funk viralizam nas redes sociais, após a morte de um traficante em Rondonópolis (218 Km de Cuiabá).
 
As homenagens gravadas são para o suposto líder de facção Edimilson Filho Alves da Silva, o "Pamonha", de 23 anos, morto na noite de segunda-feira (14).
 
O crime ocorreu em uma Rua do Bairro Jardim Ipanema, quando Edmilson estava dentro de seu carro.
 
Nas imagens gravadas por um participante do cortejo, é possível ouvir uma música cuja letra ressalta "traição" e “castigo” que um suposto traidor receberia de Deus.
 
"O bonde todo revoltado mandou avisar que o que fizeram vai ter volta, pode acreditar. Quem traiu vai pagar, na fé de Deus", diz trecho de música.
 
A música "Judaria" é de autoria do Mc Menor da Chapa, do Rio de Janeiro.
 
Nas imagens ainda é possível perceber que centenas de motos e carros participaram da carreata, que tomou conta de duas avenidas na cidade. Faixas, buzinas e fogos ainda são utilizados pelos amigos e parente do suposto criminoso.
 
As informações repassadas pela Polícia Civil dão conta que Edimilson tinha várias passagens por tráfico de drogas e roubo. Até o momento o suspeito do homicídio ainda não foi encontrado.
 
Em outro vídeo - este gravado dentro de uma penitenciária do Estado - é possível ver vários detentos reunidos orando pelo homem.
 
Aos gritos, eles mencionam o nome do homem e se despedem do amigo. “Vai com Deus, irmão”. 
 
As informações são de que toda a organização do cortejo foi realizada por membros da facção à qual Edmilson fazia parte. Nas redes sociais, mensagens de vingança sobre a morte do homem são compartilhadas.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%