15/05/2018 às 07h38min - Atualizada em 15/05/2018 às 07h38min

Aragarças terá campanha em busca de doadores de medula óssea dias 25 e 26/5

Seu comparecimento pode salvar vidas e será feita uma pequena coleta de sangue para verificar a compatibilidade

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia
A cidade de Aragarças-GO, divisa com Mato Grosso, terá uma nova campanha em busca de identificar doares de medula óssea que pode salvar vidas. A campanha será realizada nos dias 25 e 26 de maio, das 08 às 16 hs, no quartel da 4ª companhia da Polícia Militar de Goiás, no Aeroporto de Aragarças.

É importante deixar claro a comunidade que NÃO SERÁ coleta de medula óssea e sim de quatro miligramas de sangue para verificar compatibilidade e ser inscrito no Banco de Dados Nacional de Doadores de Medula óssea (Redome).

Na região de Barra do Garças e Aragarças já foi realizada uma campanha em anos anteriores com a participação da professora Nádia Andrade e muitas pessoas colaboraram. E esperamos que o público compareça novamente.
Ajude a divulgar essa notícias nos grupos e na sua comunidade. Pedimos apoio de professores com a divulgação deste teste que será feito em Aragarças. Vamos todos participar e com fé em Deus salvar vidas.
 
Saiba mais sobre a doação de medula óssea:

O que é medula Óssea?

É um tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, sendo conhecido popularmente por “tutano”. A medula óssea desempenha um papel fundamental no desenvolvimento das células sanguíneas, pois é lá que são produzidos os leucócitos (glóbulos brancos), as hemácias (glóbulos vermelhos), e as plaquetas.

Quem pode ser doador?

Ter entre 18 e 54 anos e ter boa saúde. É coletada pequena amostra de sangue. A amostra será analisada para ver se há um receptor. Em caso de compatibilidade, você é chamado.

Quem necessita desta doação?

Pessoas que têm doenças que comprometem a produção de sangue. O transplante de medula óssea pode ser indicado para o tratamento de um conjunto de cerca de 80 doenças.

Como é a compatibilidade de doadores?

Os pacientes têm 25% de chance de encontrar um doador compatível entre irmãos. A maior parte dos pacientes não encontra um doador compatível na família. Assim sendo, procura-se um doador compatível inscrito no registro nacional de doadores. O fator que mais dificulta a realização do procedimento é a falta de doador compatível, já que as chances de o paciente encontrar um doador compatível são de 1 em cada 1.000.000 de pessoas, em média.

Como é feito o cadastro?

Para se cadastrar, o candidato a doador deverá procurar o hemocentro. Será feita a coleta de uma amostra de sangue (10ml). Os dados do doador são inseridos no cadastro do REDOME e, sempre que surgir um novo paciente, a compatibilidade será verificada.

O que é REDOME?

Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea, um cadastro que reúne informações (nome, endereço, resultados de exames, características genéticas etc) de voluntários à doação de medula para pacientes que precisam do transplante. Um sistema informatizado cruza as informações genéticas dos doadores voluntários cadastrados no REDOME com as dos pacientes que precisam do transplante. Quando é verificada compatibilidade, a pessoa é convocada para efetivar a doação.

Como a medula é removida? 
Punção direta da medula óssea É realizada com agulha, na região da nádgea, de onde se retira uma quantidade de medula equivalente a uma bolsa de sangue. O procedimento dura 40 minutos e é feito com anestesia. O doador fica em observação por um dia e pode retornar para casa no dia seguinte. Após esse processo, o doador tem a sensação de que recebeu uma injeção oleosa, porém não ficam cicatrizes, apenas mínimas marcas de alguns furos de agulha. Punção da veia. A coleta pela veia é realizada pela máquina de aferese. O doador recebe um medicamento por 5 dias que estimula a proliferação das células-mãe. As células mãe migram da medula para as veias e são filtradas. O processo de filtração dura em média 4 horas, até que se o número adequado de células. O efeito colateral do medicamento é que ele provoca dores no corpo, como as de uma gripe. Os riscos para o doador são mínimos.

E se eu for convocado?

Se aparecer um paciente com a medula compatível com a sua, você será convocado.
Será necessário realizar novos testes sanguíneos para a confirmação da compatibilidade. Se a compatibilidade for confirmada, você será avaliado por um médico e decidirá sobre a doação. Caso haja necessidade de deslocamento por parte do doador, tudo será custeado pelo Ministério da Saúde.

Eu posso ficar paralítico?

Não. Medula óssea e medula espinhal são coisas diferentes. A medula espinhal fica no interior da coluna vertebral e nada tem a ver com a medula óssea, que é o tutano do osso.
 
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.2%
4.4%
17.2%
77.1%