25/06/2011 às 17h22min - Atualizada em 25/06/2011 às 17h22min

PM faz palestras sobre trabalho infantil nas escolas

Olhar Direto

Lugar de criança menor de 14 anos é na escola e com a família. Com este lema, a Polícia Militar está realizando uma série de palestras nas escolas de Barra do Garças (509 km de Cuiabá) com a intenção é conscientizar os alunos sobre os riscos e consequências do trabalho infantil na visão da lei e também da família.

Segundo a PM, é comum ver criança menor de 14 vendendo espetinho, laranjinha ou picolé pela cidade com argumento que é para ajudar a família. Porém em alguns casos é flagrante à exploração de crianças.

A primeira escola visitada foi do Jardim das Mangueiras, João Alves dos Santos, onde a base móvel comunitária da PM fez uma palestra com as crianças de 10 a 14 anos do Ensino Fundamental, de 5º a 9º ano.

O sargento Batista e o soldado W. Cavalvante abordaram o assunto de forma simples e objetiva para interagir com os alunos apontando os perigos, causas e conseqüências da exploração do trabalho infantil. Cerca de 100 alunos participaram da palestra.

Durante o evento, foi discutido o direito da criança em frequentar a escola, a saúde e o lazer. Todavia, os policiais enalteceram também a exposição das crianças ao trabalho em sol escaldante e o risco de serem molestadas por pedófilos, aliciadores e traficantes.

Foi esclarecido ainda que, de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o trabalho infantil só é permitido a partir dos 14 anos de idade salvo na condição de aprendiz em cursos técnico-profissional.

Foram apresentados vídeos educativos sobre o tema de exploração de trabalho e direito da criança e adolescente e com ênfase ao estado da Criança e do Adolescente ilustrados pela turma da Mônica.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%